Olá
Logout

Mulher encontrada em chamas foi morta por rir de impotência sexual

Autor: Redação RIC Mais
Sibele tinha duas filhas e foi morta por estrangulamento (Foto: Arquivo Pessoal)

*Com informações do repórter Daniel Santos, da RICTV Curitiba

A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (4) o suspeito pelo assassinato de Sibele Aparecida Staroi, de 33 anos. O corpo da manicure foi encontrado parcialmente em chamas no dia 15 de junho, às margens do Rio Miringuava, em São José dos Pinhais (SJP), na Região Metropolitana de Curitiba.

Romeo Francisco dos Santos Junior, de 32 anos, foi preso no bairro Afonso Pena, também em São José dos Pinhais. O mandado de prisão é válido por 30 dias. O homem não reagiu à prisão e confessou o crime.

De acordo com o delegado-adjunto da delegacia de SJP, Michel Teixeira, o suspeito é motorista de um aplicativo de celular, e Sibele entrou no veículo dele depois de ter sido deixada em casa por um amigo.

A equipe de investigação reuniu imagens de várias câmeras de segurança da região onde a manicure morava, no bairro Barreirinha, e conseguiu determinar o passo a passo do suspeito no dia do crime.

Sibele saiu para dançar com alguns amigos na noite do dia 14 de junho, véspera do feriado de Corpus Cristhi. Na manhã do dia seguinte, ela saiu de uma casa noturna no bairro Atuba acompanhada de um amigo. Esse rapaz disse à polícia que deixou a mulher em casa por volta das 6h. O corpo foi reconhecido pela família no dia 16.

Depois disso, Sibele não entrou em casa, saiu caminhando pelo bairro com as sandálias na mão. Imagens de câmeras de segurança a mostram perambulando pelas ruas. O suspeito passou de carro por Sibele e a convidou para entrar no veículo.

De acordo com os investigadores, o casal passeou de carro durante um tempo e decidiu ir a um drive-in (estacionamento) no bairro Boqueirão, onde tentou manter relações sexuais. O motorista contou que não conseguiu ter uma ereção por estar sob efeito de cocaína. “A vítima começou a rir e debochar do suspeito, então ele se irritou e esganou Sibele ainda dentro do veículo”, disse o delegado.

Ao perceber que a manicure estava morta, Romeo levou o corpo até a região da Colônia Zacarias, em São José dos Pinhais, onde desovou o cadáver. Antes disso, ainda segundo a Polícia, ele passou em um posto de combustíveis e comprou etanol. Ao abandonar o corpo no mato, Romeo ateou fogo da cintura para baixo.

Histórico

A Polícia Civil informou que o suspeito, Romeo dos Santos Junior, de 32 anos já tinha passagens pelos crimes de adulteração de sinal identificador de veículo e receptação e uso de entorpecentes. Ele deve responder por homicídio e ocultação de cadáver.

Vítima

Sibele Staroi tinha 33 anos e trabalhava como manicure em uma rede de salões de beleza de Curitiba. Ela morava em no bairro Barreirinha com os pais idosos e duas filhas, de 8 e de 14 anos.

O pai das meninas foi assassinado a menos de um ano, e o crime nunca foi esclarecido.

Veja também
Homem mata companheira com tiro no rosto em Paranaguá

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

Internado do Sírio-Libanês

Grande Curitiba

Unanimidade

Carregando