Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

CIC

Mãe de jovem espancado até a morte em Curitiba pede justiça

“Era só eu e ele, agora fiquei sozinha. Eu quero justiça porque o que fizeram com ele não foi justo” diz a mãe

Autor: Redação RIC Mais
Cristopher tinha apenas 15 anos e foi surrado brutalmente no CIC. (Foto: Reprodução/RICTV)
Cristopher tinha apenas 15 anos e foi surrado brutalmente no CIC. (Foto: Reprodução/RICTV)

*Com informações de Tiago Silva, repórter da RICTV Curitiba

Cristopher Lyon da Rocha Bernardi, de 15 anos, foi assassinado na noite do dia 4 de maio na Vila Resistência, localizada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Segundo sua mãe, o adolescente era diagnosticado com distúrbio mental não especificado e foi espancado até a morte com requintes de crueldade.

O jovem saiu de casa na noite de sexta, por volta das 21h, e disse para a mãe que iria conversar com amigos nas redondezas. No entanto, Cristopher não voltou para casa, o que fez com que ela iniciasse uma busca desesperada pelos hospitais e delegacias da capital. Já na Delegacia do Adolescente, a mulher foi orientada a ir até o Instituto Médico Legal (IML) e, no local, descobriu o pior, seu filho estava lá.

Leia também: Acidente de trânsito mata noivos poucas horas antes do casamento

O adolescente foi espancado com pedradas, pauladas e um pedaço de ferro. O corpo foi encontrado, na manhã de sábado (5), na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira e a mãe está até agora sem saber o que de fato aconteceu. “O que fizeram com ele foi uma covardia. Machucaram muito, bateram muito, deram muitas pedradas nele”, conta a mãe às lágrimas ao lembrar de como encontrou o jovem.

Ainda segundo a mãe, que não quis se identificar por medo, Cristopher foi arrastado e apresentava várias perfurações de ferro pelo corpo, inclusive no rosto. Mesmo sem saber o aconteceu, ela espera que o autor do crime seja identificado e preso. “Era só eu e ele, agora fiquei sozinha. Eu quero justiça porque o que fizeram com ele não foi justo”, concluiu.

Leia também: Homem é detido por assediar duas meninas em coletivo

Investigação

De acordo com o delegado Osmar Feijó, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o adolescente foi visto na noite do crime próximo a um mercado da região junto com seus amigos e, posteriormente, em companhia de outro rapaz que estava de moletom e capuz e até o momento não foi identificado. Para o delegado, tudo indica que essa pessoa é a responsável pela morte da vítima.

Leia também: Caminhões batem e deixam dois feridos no Contorno Norte

“Possivelmente, Cristopher teria mexido com alguma menina e essa menina poderia ser namorada ou parente de alguma pessoa ligado ao tráfico de drogas na região. E essa pessoa teria ido se vingar dele”, afirma Feijó.

Assista ao vídeo:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook