Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Renata Muggiati

Justiça ouve testemunhas do caso Renata Muggiati

Principal depoimento da tarde é o da delegada Aline Manzatto

Autor: Redação RIC Mais
Médico Rafael Suss Marques é acusado de matar a ex-namorada, a fisiculturista Renata Muggiati
Médico Rafael Suss Marques é acusado de matar a ex-namorada, a fisiculturista Renata Muggiati

 

A justiça ouve nesta quinta-feira (12) 19 testemunhas no caso envolvendo a fisiculturista Renata Muggiati. Entre as testemunhas, estão peritos, o ex-namorado dela acusado da morte, Raphael Suss Marques, e os pais de Renata.

No entanto, o principal depoimento da tarde é o da delegada Aline Manzatto, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A delegada investiga o segundo laudo expedido sobre a morte da vítima. O documento, assinado pelo médico legista Daniel Colman, comprova que a morte se tratava de um suicídio e que a fisiculturista havia perdido a vida por conta da queda do trigésimo primeiro andar do prédio em que vivia.

O laudo levou à soltura de Raphael, ex-namorado acusado de ter matado a personal trainer, preso suspeito pelo crime. Um exame realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) revelou que Renata morreu por asfixia mecânica.

Um segundo laudo, divulgado quase um mês depois da morte, mudou o rumo do caso. O documento assinado pelo médico legista Daniel Colman apontou que a causa da morte foi em decorrência da queda e Raphael foi solto.

Uma nova reviravolta, em novembro de 2015, ocorreu após a conclusão de um terceiro laudo - feito com a exumação do corpo. O documento voltou a apontar que Renata já estava morta quando caiu do prédio.

O ex-namorado Raphael Suss Marques responde em liberdade e as autoridades pedem a condenação por homicídio qualificado, lesão corporal e fraude processual.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook