Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Quatro Barras

GM confunde barra de ferro com arma e mata homem na RMC

Além do 'brigão', outro homem também foi baleado na perna pela Guarda Municipal

Autor: Redação RIC Mais
Moradores da região não esconderam a revolta com toda a situação e cobram explicações (Foto: Paulo Fischer/RICTV Curitiba)
Moradores da região não esconderam a revolta com toda a situação e cobram explicações (Foto: Paulo Fischer/RICTV Curitiba)

*Com informações do repórter Marcelo Borges, da RICTV Curitiba

Uma briga de família terminou com uma pessoa morta e outra baleada na noite desta segunda-feira (14) no bairro Jardim Patrícia, em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba. O que surpreende na história é que os disparos não foram realizados pelos ‘brigões’, mas sim, por um equívoco da Guarda Municipal (GM).

Leia também: PM apreende moto com placa “feita à mão”

Tudo começou quando um homem, completamente alterado, chegou em casa quebrando móveis, vidros e tentou bater na própria esposa. O genro, tentando defender a mulher, também se meteu na confusão, mas saiu de casa minutos depois para pedir ajuda para a GM.

Leia também: Mãe de Andriele fala sobre o desaparecimento da filha em Colombo

Quando os agentes chegaram no local da briga, encontraram o homem, de 33 anos, muito agitado. Com o calor do momento, o guarda confundiu uma barra de ferro com uma arma e atirou contra o ‘brigão’. Ele foi encaminhado para um hospital da região, mas morreu logo após dar entrada na emergência.

O outro disparo atingiu a perna do enteado da vítima, que foi encaminhado para o hospital e não corre risco de vida. A mulher, que presenciou toda a confusão, afirmou que o marido chegou bêbado do trabalho e que ela chegou até a esconder as facas que tem na residência da família para uma tragédia não acontecer.

Ela ainda disse que a barra de ferro, confundida com uma arma, era usada no trabalho como autônomo. Moradores da região não esconderam a revolta com toda a situação e cobram explicações.

Leia também: Jovem mata primo da namorada a marretadas em Araucária

As testemunhas foram encaminhadas para a delegacia do município para prestar depoimento durante a madrugada. No local, guardas municipais não quiserem conversar com a equipe de reportagem da RICTV|Record, mas afirmaram para moradores que tudo se tratou de um equívoco.

Assista à reportagem: 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook