Olá {{nome}}
Logout

Pedofilia

Assessoria de Laércio sugere "vaquinha" para libertar ex-bbb

O advogado do artista nega as acusações e diz que ele teve um relacionamento apenas virtual com a adolescente

Autor: Redação RIC Mais
r9hM0Sk6.jpg

A assessoria do tatuador e ex-brother Laércio de Moura, que foi preso nesta segunda-feira (16) por suspeita de estupro de vulnerável, quer coletar dinheiro com os fãs do artista para ajudar o artista a sair da cadeia. No Twitter de Laércio está sendo realizada uma enquete perguntando se os fãs aceitam contribuir com uma “'vaquinha' no site vaquinhaonline para ajudar o Laercio para ele ser liberto”.

Até às 18h30 desta segunda-feira, quase 20 mil pessoas haviam votado na enquete e 94% dos internautas disseram que não aceitam ajudar o tatuador. A postagem foi respondida por várias pessoas que repudiaram a pergunta dos assessores. “Pago para ele ficar mais tempo na cadeia”, disse um internauta.

Laercio é suspeito de estupro de vulnerável, por um suposto relacionamento com uma adolescente de 13 anos. Computadores e celulares do artista foram apreendidos e a polícia vai periciar o material para descobrir se o tatuador armazenava material pornográfico infantil, que é considerado crime de pedofilia.

Por telefone, o advogado do ex-BBB, Ronaldo Manoel Santiago, nega que o brother tenha tido relação física com a adolescente. “Foi apenas virtual, não houve conjunção carnal. A denúncia é infundada”, afirmou.

O crime de estupro é inafiançável e a assessoria de Laércio não foi localizada para explicar como o dinheiro arrecadado seria usado.

Conversas

A Polícia divulgou alguns prints de conversa de Laercio com a adolescente, que hoje tem 17 anos. Confira na galeria de imagens acima alguns trechos das conversas.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários