Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

No Natal!

Morta pela amiga: vídeos detalham momentos antes de golpe mata leão

Em um áudio bastante intrigante enviado a um amigo, Alexandra relata que não sabe se vai conseguir ir embora do local, e que talvez durma um sono eternamente; confira!

Autor: Redação RIC Mais
(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)

Vídeos detalham momentos antes da morte de Alexandra Maria da Silvano dia 25 de dezembro de 2018, com um mata leão no bairro Cajuru, em Curitiba. A principal suspeita -e amiga da vítima- continua presa no 5º distrito policial.

Mulher é morta com mata leão por amiga

“A minha neta, que é filha dela, ligou e disse ‘vó, a minha mãe está morta’”, contou Maria. Segundo a mãe da vítima, Alexandra era diarista e tinha uma relação próxima com Daiane Pereira Barroso, de 33 anos. “Não foi motivo de criança, porque a minha filha trabalhava como diarista para essa mulher, ela cuidava de criança...então, não foi esse o motivo.”

Maria ainda contou que a filha bancou toda a ceia de Natal na casa da amiga e acredita que outras pessoas tenham participado do crime. “Ou foi porque acabou a droga e alguém queria comprar e ela não quis dar dinheiro. A ceia foi ela que comprou tudo e que preparou. Eu não sei se alguém viu o dinheiro com ela.”

Antes de morrer, vítima manda áudio intrigante para amigo

Em um áudio bastante intrigante enviado a um amigo, Alexandra relata que não sabe se vai conseguir ir embora do local, e que talvez durma um sono eternamente. " Ainda to aqui, ainda não fui não. E eu acho que eu não vou sair daqui não,  hein. Sinceramente, pelo o que eu to vendo". 

Ao fundo, é possível ouvir uma voz que pergunta "vai dormir?". Alexandra responde "uhum, vou tirar uma soneca eternamente". Novamente, uma pessoa diz ao fundo "eternamorte né", e Alexandra responde "hã?", como se não tivesse entendido. Em resposta, a voz novamente se pronuncia e diz: "eternamorte, sabe como eles falam? Vou colocar um paletó de madeira". No fim, Alexandra diz "Uhum. Na cadeia é assim mesmo". 

Conversa de suspeita com traficantes

“Não tenho um real no bolso, porque eu deixei com meu vizinho, daí sai cedo e fiquei esperando ele acordar e não consegui. Que eu deixo escondido na casa dele, porque as minhas filhas, aquele namorado dela não é confiável, né?”, em seguida, Daiana afirmou que havia conseguido o dinheiro.

Suspeita afirma que vítima sofria alucinações

“Ela ficou caçando alguma coisa e disse ‘esse bicho tem que morrer’. Ele tá vindo, ele tá vindo. Aí ele virou pra mim e disse: me dá ele [filho de Daina].” Entretanto, a versão apresentada por Daiane Pereira Barroso não convenceu o Ministério Público (MP-PR), que transformou a prisão em flagrante em preventiva.

As duas tinham uma relação próxima antes do crime (Foto: Reprodução/Facebook)
Mata leão não matou Alexandra

Segundo perícia do Instituto Médico Legal (IML), o mata leão não foi a causa da morte da vítima e o laudo deve ser concluído em alguma semanas. Já a defesa de Daiana afirmou que só irá se manisfestar depois que do oferecimento da denúncia.

 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,1

  • Comentário via facebook