Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

noroeste do estado

Suspeitos de participação na execução de empresário em Maringá são presos

Quatro jovens de 19 a 26 anos foram presos em flagrante pela morte do empresário Artigas; a motivação teria sido vingança, segundo a polícia

Autor: Redação RIC Mais
Suspeitos pela morte de empresário em Maringá são apresentados pela polícia. (Foto: Evandro Mandadori/RICTV)
Suspeitos pela morte de empresário em Maringá são apresentados pela polícia. (Foto: Evandro Mandadori/RICTV)

A Polícia Civil de Maringá, no noroeste do Paraná, apresentou na tarde desta quarta-feira (6) quatro jovens suspeitos de participação na execução do empresário Igor dos Santos Artigas, 39 anos. Todos foram presos em flagrante e permanecem à disposição da Justiça. O crime ocorreu na tarde desta terça-feira (5) em plena luz do dia. (Assista abaixo) 

Suspeitos de matar empresário em Maringá

De acordo com o delegado Diego de Almeida, da Delegacia de Homicídios, três dos rapazes estavam dentro do veículo de onde partiram os tiros que vitimaram Artigas e um deles teria emprestado a arma para que o assassinato fosse consumado. O veículo usado foi roubado no sábado (2) com o intuito de ser utilizado para cometer o crime, o que, segundo a polícia, comprova que foi premeditado.

O empresário foi assassinado enquanto andava de moto. (FOTO: REPRODUÇÃO/RICTV)

Investigação

Um investigador foi até a casa de um dos suspeitos e no local encontrou um parafuso da placa, que havia sido retirada, do carro utilizado no crime. A partir daí, os policiais perceberam que eles poderiam estar envolvidos no assassinato.

Os parafusos serão usados como provas do crime. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Motivação para assassinar o empresário

A motivação, conforme do delegado, está ligado ao fato de que a vítima - que era vigilante e dona de uma empresa de monitoramento - costumava percorrer bairros da cidade e repassar informações à polícia sobre possíveis crimes ou do que ele achava que havia de errado na localidade. Dessa forma, ele pode ter informado sobre o trio que, posteriormente, quis se vingar.

Câmera flagrou o crime

Uma câmeras de segurança flagrou o momento em que Artigas transitava de moto pela Avenida Carlos Correa Borges e Rua Anildo Ribeiro da Rocha quando um carro, um Honda Fit preto, emparelhou com a moto do empresário e disparou inúmeras vezes. Ele não resistiu e morreu antes da chegada do socorro.  

Carro carbonizado

O carro utilizado no homicídio foi encontrado queimado logo após o crime no Jardim Itaipu.

O carro foi localizado carbonizado em Maringá. (Foto: Evandro Mandadori/RICTV)

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,9

  • Comentário via facebook