Curitiba

Suspeito de matar mulher na frente da filha de 3 anos é preso

Criança viu o crime e ficou quase 24 horas trancada em casa com o corpo da mãe

Erick é suspeito de esfaquear e agredir a mulher até a morte (Foto: Reprodução)

Erick de Oliveira, de 37 anos, foi preso no Centro de Curitiba na manhã desta quinta-feira (7). Ele é suspeito de agredir até a morte a mulher, Ana Cristina Borges, de 39 anos, no bairro Cajuru. A filha do casal, uma menina de 3 anos, presenciou o crime e foi deixada trancada na casa com o corpo da mãe.

O corpo da vítima foi encontrado na noite de terça-feira (5), dentro da casa onde ela morava com o marido e a filha, no Jardim Acrópole. O cadáver foi localizado quase 24 horas depois do assassinato.

A filha dela ficou o dia todo trancada na casa, sem comida e sem água. Ela chegou a mamar no peito da mãe sem vida.

A prisão de Erick ainda foi em flagrante e ele permanece na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) à disposição da Justiça.

Veja também:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Prédio histórico de Curitiba fica destruído após incêndio

Construído em 1915 pelo então prefeito Cândido de Abreu o prédio histórico estava atualmente lacrado; o fogo pode ter sido uma ação criminosa

No prédio histórico viviam uma mulher moradora de rua e seu filho de um ano. (Foto: Reprodução RICTV Curitiba)

*Com informações de Marcelo Borges, repórter da RICTV Notícias

Um incêndio destruiu na noite desta quarta-feira (6) o prédio histórico ‘Palácio Belvedere’, que fica na Praça João Cândido Lopes, no Bairro São Francisco, próximo as ruínas São Francisco. A parte superior do imóvel de aproximadamente 300 metro quadrados foi a mais atingida. O fogo só foi controlado após chegada do Corpo de Bombeiros.

Algumas testemunhas disseram que trata-se de um incêndio criminoso. Eles viram um homem invadindo o prédio, ateando fogo e fugindo a pé. Ele não foi identificado pela polícia. Atualmente, moravam no prédio, que estava lacrado pela Prefeitura, uma mulher e seu filho de apenas um ano. Eles são moradores de rua e não foram localizados após o incêndio.  

Pelas redes sociais, o prefeito Rafael Greca, lamentou o ocorrido e garantiu que o imóvel será revitalizado. Recentemente, um projeto de restaurar a construção já havia sido aprovado. Os recursos, inclusive, já foram até liberados.

A polícia busca imagens de câmeras de segurança que poderão ajudar na identificação do autor em caso de incêndio criminoso.

Em nota, a Prefeitura de Curitiba afirmou que já iniciou os trabalhos de isolamento da área do prédio do Belvedere e que "desde junho o processo para o restauro do Palácio estava em curso atendendo de acordo com o que exige as legislações federal e estadual para intervenções em edificações de interesse histórico e de preservação". 

Assista ao vídeo do Paraná no Ar:

Leia também: 

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Adolescente que testemunhou um assassinato é executado

A polícia acredita que se trata de uma execução ligada a presença de Lucas no homicídio que aconteceu há um ano

O adolescente foi executado na frente da mãe. (Foto: Reprodução RICTV Curitiba)

*Com informações de Marcelo Borges, repórter da RICTV Notícias

Dois homens invadiram a casa de um adolescente que é a principal testemunha de um homicídio ocorrido há um ano. Lucas Palermo, 17 anos, foi executado a tiros na noite desta quarta-feira (6) na frente da mãe que foi poupada pelos atiradores, na Rua Paulo Cheremeta, no Jardim Monza, em Colombo, região metropolitana de Curitiba.

A polícia acredita que se trata de uma execução ligada a presença de Lucas no crime antigo. Os assassinos encontraram o jovem no quarto com a mãe e não falaram nada, apenas dispararam oito vezes em sua direção.

Na mesma noite, cerca de uma hora depois, outro crime aconteceu em Colombo, desta vez na Rua Rafael Francisco Greca, no Bairro Itajacuru. Um motorista passava pela estrada rural quando encontrou Charle Fontoura de Andrade morto com tiros na cabeça.

A polícia não confirma e nem descarta, uma possível ligação entre os dois casos. A Delegacia de Colombo é responsável pelas investigações.

Assista ao vídeo do Paraná no Ar:

Leia também:

Envie seu comentário

Comentários (0)