Curitiba

Mulheres são presas transportando mais de 200kg de maconha em carro roubado

As jovens afirmaram que não sabiam da droga

Foram contabilizados 250 tabletes da droga, um total de 220kg (Foto: PRE)

Foram contabilizados 250 tabletes da droga, um total de 220kg (Foto: PRE)

Foram contabilizados 250 tabletes da droga, um total de 220kg (Foto: PRE)
Testemunhas viram o carro transitando no município de Porto Amazonas 40 minutos antes da apreensão (Foto: PRE)
O porta-malas estava cheio de tabletes com maconha (Foto: PRE)
As jovens "ostentavam" o veículo roubado nas redes sociais (Foto:Reprodução)
O carro foi dado como roubado no dia 8 de setembro (Foto: Reprodução)

Duas mulheres foram presas na manhã desta sexta-feira (15), na PR 427, próximo ao Posto Rodoviário da Polícia Estadual da Lapa, Região Metropolitana de Curitiba, transportando 220kg de maconha no porta-malas de um carro. Uma delas é Williane Campos do Amaral, de 24 anos, mãe de Brahyan Wilian Hass de Souza, de 4 anos, morto em abril desse ano em São José dos Pinhais.

As jovens informaram para a PRE que não tinham conhecimento da droga e não sabiam o destino da mesma.  Após a verificação da placa do carro, a polícia constatou que se tratava de um veículo roubado no dia 8 de setembro, em Colombo. O carro era utilizado por um motorista do Uber e havia sido comprado um mês antes do roubo.

As mulheres e a droga foram encaminhadas ao DENARC – Divisão Estadual de Narcóticos, em Curitiba.

Veja também: 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Bandido é assassinado com dois tiros na cabeça durante assalto

Homem tenta roubar farmácia e é morto no bairro Fazendinha

Corpo do assaltante ficou jogado na calçada (Foto: Tiago Silva)

Um homem foi assassinado com dois tiros na cabeça por volta do meio-dia desta sexta-feira (15), no bairro Fazendinha, em Curitiba. Segundo informações, ele tentou assaltar uma farmácia da região e acabou morrendo durante o roubo. O atirador não foi identificado.

A polícia já chegou no local, mas ainda não deu informações sobre o caso.

Leia também:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Grávida é assassinada por vizinhos e tem seu bebê roubado

Eles fizeram um parto forçado e sequestraram a criança; o marido está inconformado

Grávida assassinada por vizinhos faria o parto no dia 20 de setembro. (Fotos: Reprodução Facebook)

Uma jovem grávida de 22 anos foi assassinado por seus vizinhos e teve seu bebê roubado em Fargo, Dakota do Norte, nos Estados Unidos da América. Savanna LaFontaine-Greywind estava com oito meses de gestação e  desapareceu em agosto sem deixar pistas.

Segundo a mãe da vítima, Norberta Greywind, Savanna foi até o apartamento de seus vizinhos, no mesmo prédio, para ajudar em um projeto de costura. Ela serviria de modelos para o casal de costureiros na produção de um vestido. Oito dias depois seu corpo foi encontrado perto de um rio, enrolado em um plástico, pendurado em um tronco e sem o bebê na barriga.

Durante as revistas na procura da desaparecida, ainda antes de seu cadáver ser descoberto, foi encontrado um bebê recém nascido no apartamento dos mesmo vizinhos. A polícia ainda está confirmando a identidade, mas os próprios criminosos confessaram ser a filha da vítima e o pai da criança já forneceu sangue para exames de DNA.

Brooke Lynn Crews e William Henry Hoehn estão presos, entretanto, ainda existem poucos detalhes divulgados sobre o caso. De acordo com entrevista concedida pela polícia ao jornal americano The Washington Post, eles trabalham com a hipótese de um sequestro fetal: forçar a grávida a dar à luz ou extrair à força o feto da mãe. Ainda não é de conhecimento público a causa de tamanha atrocidade.

Brooke Lynn Crews e William Henry Hoehn estão presos:

Leia também:



Envie seu comentário

Comentários (0)