Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

LEI

Morador reage a assalto, é preso e suspeitos são liberados em Curitiba

Morador que reagiu ao assalto dentro da própria casa permanece preso e algemado em uma cela suspeito de torturar os homens

Autor: Redação RIC Mais
Morador que reagiu ao assalto dentro de casa está preso suspeito de tortura (Reprodução/Pixabay)
Morador que reagiu ao assalto dentro de casa está preso suspeito de tortura (Reprodução/Pixabay)

Um morador reagiu a um assalto na madrugada desta quinta-feira (6) no bairro Hauer, em Curitiba, e acabou preso ao ir à Central de Flagrantes para garantir que o Boletim de Ocorrência fosse feito. Os dois suspeitos foram liberados pela Polícia Civil.

Morador reage a assalto

De acordo com a esposa de Silvano Rogério Weber, 35 anos, os dois homens entraram na casa da família e tentaram levar uma bicicleta. O morador, que está preso, ficou esperando que os dois suspeitos voltassem para roubar outras bicicletas.

Os dois foram liberados pela Central de Flagrantes e, um deles, voltou até a casa da família pedindo a bicicleta que eles utilizavam na hora da tentativa de assalto. Ele foi preso ao retornar à residência.

Ele foi solto no fim da tarde, depois de quase 12 horas algemado na cadeia. Saiba mais! 

Crime de tortura

Enquanto isso, o morador permanece preso e algemado em uma cela suspeito de torturar os homens, além de se passar por policial e cometer tortura. “Cadê a justiça desse país? Não existe? Alguém liberta meu marido, ele não merece”, questiona a esposa de Weber.

“Duas pessoas foram torturadas por um homem?”, questionou o vizinho. A família alega que o homem teria apenas segurado os suspeitos até a chegada da Polícia Militar e, em nenhum momento, fez menção de que era policial.

No boletim de ocorrência obtido pela reportagem da RICTV | RecordTV, consta que quando a Polícia Militar chegou ao local encontrou os suspeitos amarrados e agredidos na rua. O morador teria tentado deter os suspeitos quando os dois retornaram a sua casa para levar outras bicicletas, mas, de acordo com os policiais, nenhuma bicicleta estava no local com a dupla. 

Em nota, a Polícia Civil informa que:

A Polícia Civil informa que em relação a uma dupla conduzida à Central de Flagrantes, na madrugada desta quinta-feira (06/12) suspeita de furtar uma bicicleta no quintal de uma residência, no bairro Hauer, os indivíduos não permaneceram presos pois não havia qualquer prova em relação a autoria do fato por parte dos conduzidos.

Em relação a prisão em flagrante de Silvano Rogério Weber, 35 anos, a polícia informa que ele foi preso suspeito por torturar a dupla conduzida à delegacia, fato confessado pelo próprio Weber. Ele ainda teria se passado por policial fazendo menção de estar armado, durante a abordagem.

Vale alertar a população que as leis são cumpridas, por isso é importante que as vítimas chamem a Polícia Militar no momento de qualquer crime, sem tentar resolver de maneira pessoal, reagindo ou agredindo o suposto criminoso.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,0

  • Comentário via facebook