Curitiba

Menino de 9 anos mata acidentalmente primo de 7 com um revólver

A tragédia ocorreu no interior de São Paulo; a arma pertencia ao tio das crianças

Vítima foi atingida nas costas durante brincadeira com o primo. (Foto: Reprodução Record TV)

Um menino de 9 anos brincava com uma espingarda quando a arma disparou e atingiu a nuca de seu primo, de 7 anos, no fim da tarde de domingo, 18, em Mira Estrela, interior de São Paulo. A vítima, Gabriel Monteiro Ossefani, chegou a ser levada para um hospital, mas já chegou sem vida. O dono da arma e tio das crianças, um homem de 65 anos, foi preso.

A tragédia aconteceu no sítio dele, na zona rural do município, onde as duas famílias, num total de 20 pessoas, tinham passado o fim de semana. O menino Gabriel tinha acabado de tomar banho para voltar com a família para casa, em Valentim Gentil, cidade vizinha, quando entrou no quarto onde o primo estava com a arma. Por brincadeira, o garoto apontou a arma para as costas de Gabriel. A cartucheira, de calibre 28, disparou. O tiro e os gritos atraíram os outros familiares.

À Polícia Civil, o dono da arma disse que mantinha a espingarda no sítio porque outras propriedades da região já tinham sido assaltadas. Ele escondeu a arma atrás do guarda-roupas por achar que o local era seguro. O delegado de plantão em Fernandópolis, Oreste Carósio Neto, que atendia os casos de Mira Estrela, autuou o tio das crianças por posse irregular de arma de fogo, omissão de cautela na guarda (da arma) e homicídio culposo. Em audiência de custódia prevista para o fim da tarde, o juiz vai decidir se ele permanece preso ou responde pelas acusações em liberdade.

O corpo da criança passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) e estava sendo velado, no início da tarde, em Valentim Gentil. O sepultamento estava marcado para as 18 horas, no cemitério municipal. No início da noite de domingo, quando buscava roupas para o velório do filho, o pai de Gabriel atropelou uma capivara e seu carro capotou. Ele sofreu ferimentos, foi levado para o hospital, mas está fora de perigo.

Leia também
Adolescente acusado de matar irmão é apreendido com arma e drogas

Envie seu comentário

Comentários (0)

Esquadrão Antibombas explode pacote suspeito no Centro de Curitiba; vídeo

Sacola suspeita foi abandonada na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba, bem em frente ao prédio da UFPR

Polícia isolou a área, mas prédio da UFPR não precisou ser evacuado (Foto: Luciano Chinasso/RICTV Curitiba)

*Com informações dos repórteres Tiago Silva e Lúcio André, da RICTV Curitiba

Uma ameaça de bomba mobilizou agentes do Esquadrão Antibombas, da Polícia Militar, no início da tarde desta segunda-feira (19), no Centro de Curitiba. Uma sacola de papelão foi abandonada na Praça Santos Andrade, próximo ao prédio da Universidade Federal do Paraná.

A Polícia isolou a área, mas o prédio histórico da UFPR não precisou ser evacuado.

Dentro do pacote havia uma falsa bomba. Depois de duas horas de trabalhos, o Esquadrão Antibombas explodiu o pacote. Veja o vídeo da explosão:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Adolescente viciada em drogas é procurada, suspeita de matar pai deficiente

Para a polícia não há dúvidas de que foi a filha quem cometeu o crime; ela está desaparecida desde a noite do assassinato e não apareceu nem no velório

Carlos Cesar de Paula Rodrigues, 48 anos, foi encontrado morto na noite da última quinta-feira (Foto: Reprodução/RICTV Curitiba)

A Polícia Civil não tem mais dúvidas de quem matou Rodrigues foi a filha adolescente de 17 anos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil não tem mais dúvidas de quem matou Rodrigues foi a filha adolescente de 17 anos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A menina foi vista carregando os pertences do pai para fora de casa após o crime pela vizinhança (Foto: Divulgação/Policia Civil)
Ela e o namorado, que também é viciado em drogas, são procurados pela polícia. O casal está desaparecido desde o dia do crime (Foto: Divulgação/Policia Civil)

* Com informações do repórter Tiago Silva, da RICTV Curitiba

Para a Polícia Civil do Paraná não restam mais dúvidas sobre a autoria do assassinato de Carlos Cesar de Paula Rodrigues, 48 anos. A filha dele, uma adolescente de 17 anos, que é viciada em drogas, é a principal suspeita. Carlos foi morto na noite da última quinta-feira (15), no bairro Planta Deodoro, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

Rodrigues foi encontrado morto com marcas de facadas no pescoço e no peito. Um serrote foi encontrado no local e ele tinha ferimentos nas pernas, o que sugeriu que os assassinos tentaram esquartejar o corpo. O cadáver do homem foi trancado dentro do quarto da filha e policiais tiveram que arrombar a porta.  

O homem era portador de deficiencia mental e morava sozinho com a garota, já que a mulher morreu quando a filha ainda era pequena. A menina foi vista carregando os pertences do pai para fora da casa. Ela também não apareceu no velório.

A polícia acredita ainda no envolvimento do namorado da jovem, que também é viciado em drogas. Ninguém sabe o paradeiro do casal desde a noite de quinta-feira.

Leia mais: 

Adolescente manda matar o próprio pai após ser proibida de namorar

Envie seu comentário

Comentários (0)