Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Oeste do Paraná

Homem que matou a esposa em Cascavel é condenado a mais de 19 anos

Priscila foi encontrada morta pela própria mãe na residência do casal; na ocasião, o réu matou a esposa em Cascavel e foi trabalhar normalmente em Corbélia

Autor: Redação RIC Mais
Priscila foi morta pelo marido em julho deste ano. (Foto: Reprodução/RICTV)
Priscila foi morta pelo marido em julho deste ano. (Foto: Reprodução/RICTV)

Um homem foi condenado a 19 anos e 9 meses de prisão por matar a esposa estrangulada em Cascavel, no oeste do Paraná, nesta terça-feira (6). O crime aconteceu no dia 10 de julho deste ano, dentro da casa do casal localizada na Rua Prates, no bairro Universitário.

Julgamento de marido que matou a esposa em Cascavel

O julgamento realizado no Fórum de Cascavel se estendeu por quase toda a tarde desta terça e reuniu amigos e familiares da vítima que pediam por justiça. Alex da Silva, de 31 anos, foi condenado por feminicídio qualificado por asfixia pela morte de Priscila Leandro da Fonseca, de 30 anos. O advogado de defesa informou que não irá recorrer. 

Os pais da vítima acompanharam o julgamento do ex-genro. (Foto: Leandro Souza/RICTV)

 

Amigos e familiares acompanharam o julgamento na tarde desta terça.(Foto: Leandro Souza/RICTV)

O crime

Alex assassinou Priscila após uma briga, na manhã no dia 10 de julho. Foi a mãe da vítima que encontrou o corpo da filha já sem vida sobre a cama. Na ocasião, ela foi até a residência depois que recebeu uma ligação do trabalho de Priscila, informando que a mulher não havia comparecido.

A princípio, acreditou-se que ela havia tirado a própria vida, mas com a chegada do Corpo de Bombeiros e de peritos, foi descoberto que a jovem morreu por asfixia. Diante das brigas e da violência que Priscila havia sofrido nos últimos meses por parte do marido, logo Alex passou a ser suspeito.

Ele foi preso pela Polícia Militar na área rural de Corbélia, também no oeste, no mesmo dia. Já que após assassinar a esposa, foi trabalhar normalmente como se nada tivesse acontecido. Com ele também foram apreendidos quatro tabletes de cocaína.

Segundo Oronte Leandro da Fonseca, pai de Priscila, o casal estava junto há 10 anos e teve uma filha, agora com 9 anos. “Depois de uns anos começou uma ciumeira, uma ciumeira. Falando para o mundo inteiro que a minha filha tinha traído ele”, contou na ocasião do assassinato.

Assista à reportagem completa:

Leandro Souza, repórter da RICTV Oeste, esteve no local e conta todos os detalhes.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook