Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

ALCOOLIZADO

Exame mostra que Daniel Correa tinha 13,4dg/l de álcool no sangue

Apesar do exame comprovar que o jogador de futebol estava extremamente alcoolizado, nenhum tipo de droga ou medicamento foram encontrados no sangue da vítima

Autor: Redação RIC Mais
Daniel Correa foi morto brutalmente em São José dos Pinhais (Foto: reprodução arquivo pessoal)
Daniel Correa foi morto brutalmente em São José dos Pinhais (Foto: reprodução arquivo pessoal)

Nesta terça-feira (6), por volta das 16h, foi concluído o exame de toxicologia do jogador de futebol Daniel Correa, encontrado morto em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

Daniel apenas apresentou alto índice de álcool no sangue

O exame foi realizado pelo Instituto Médico Legal de Curitiba (IML), que detectou um teor de 13,4dg/l (treze decigramas e quatro décimos de decigrama por litro) no sangue de Daniel Correa.

Entretanto, o exame também mostrou que não existia nenhuma substância responsável pela ação psicotrópica de drogas, popularmente conhecidas como cocaína e crack. Além disso, não foi encontrado  nenhum tipo de antidepressivos, anticonvulsivantes, antipsicóticos e analgésicos não opióides.

O mesmo exame também comprovou que não existia substâncias como anfetaminas, anfepramona, femproporex, mazindol, sibutramina ou outros medicamentos do mesmo gênero no sangue da vítima.

Mais que o dobro

No sangue de Daniel Correa foi encontrado mais que o dobro de álcool do limite de trânsito, que é de seis decigramas.

Caso o indivíduo passe deste número, já é automaticamente enquadrado no artigo 306 do código de trânsito, que diz ser crime conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência. 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook