Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Fazenda Rio Grande

Panificadora é incendiada após populares acusarem comerciante de estupro

Segundo a vítima, de 14 anos, ela foi dopada pelo próprio chefe antes do abuso sexual

Autor: Redação RIC Mais
(Foto: Paulo Fischer/RICTV Curitiba)
(Foto: Paulo Fischer/RICTV Curitiba)

Uma panificadora foi completamente destruída em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta terça-feira (8), após moradores acusarem o dono do comércio de abuso sexual. De acordo com a população, o crime acontecia com as funcionárias.

Suspeito de abuso sexual é apedrejado

De acordo com o irmão da vítima, a adolescente, de 14 anos, chegou em casa completamente desesperada após um dia de trabalho e contou para ele que havia sido abusada sexualmente pelo chefe. Revoltado, ele contou para alguns amigos o caso, que incendiaram o comércio. O irmão da vítima garante: ela foi dopada antes do crime. "Ela chegou em casa desesperada falando que foi dopada por ele, que ele abusou dela. Aí, eu, como irmão, vim aqui e tirei satisfações com as minhas próprias mãos. Com 14 anos, tem uma vida pela frente e acontece isso com ela...mas se Deus quiser vai dar tudo certo e que a Justiça seja feita", declarou o familiar.

O homem, de 57 anos, foi apedrejado pelos populares, que estavam completamente revoltados com a situação. Ele conseguiu descer do segundo andar do imóvel depois que a Polícia Militar (PM) chegou no local para conter a confusão.

O suspeito foi encaminhado para à delegacia de Fazenda Rio Grande, que irá investigar o caso. Já a adolescente, foi levada para o Hospital Evangélico, onde passou por uma bateria de exames, em seguida, ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) onde passou pelo exame de corpo de delíto. Outras adolescentes afirmaram que também sofreram abusos quando trabalhavam na panificadora e que iriam denunciar o homem. 

Segundo a Polícia Civil, o homem foi preso em flagrante pelo crime de esturpo e ele confessou para os agentes que dopou, amarrou a vítima e abusou da adolescente por três horas.

Destruição em Fazenda Rio Grande

O Corpo de Bombeiros (CB) controlou o incêndio, mas a panificadora, motocicleta e carro do suspeitos foram completamente destruídos pela população (veja abaixo). De acordo com moradores, o comerciante se separou da mulher há, pelo menos, três meses e, desde então, morava sozinho. Ainda segundo populares, a esposa e os dois filhos deixaram a casa após constantes brigas.

(Foto: Paulo Fischer/RICTV Curitiba)

*Com informações do repórter Marcelo Borges, da RICTV Curitiba

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 4,0

  • Comentário via facebook