Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Violência

Suspeito de estuprar funcionária em Fazenda Rio Grande ofereceu bebida

Menina que teria sido vítima de estupro em Fazenda Rio Grande se lembra de ter tomado dois copos de uma mistura de refrigerante com álcool

Autor: Redação RIC Mais
Comerciante teve o estabelecimento depredado e incendiado (Foto: Paulo Fischer/RICTV)
Comerciante teve o estabelecimento depredado e incendiado (Foto: Paulo Fischer/RICTV)

Um comerciante suspeito de estuprar uma menina de 13 anos em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, teria servido uma bebida para dopar a adolescente, de acordo com a Polícia Civil.

Estupro em Fazenda Rio Grande

O homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil com base nos relatos da vítima e do suspeito. De acordo com a delegada, a menina se lembra de ter tomado dois copos de uma mistura de refrigerante com álcool.

À polícia, a menina disse que não se lembra de como foi parar na parte de cima da panificadora, onde ficava a casa do comerciante, e que acordou sem as roupas, amarrada pelos braços e sangrando nas partes íntimas. Ela também revelou ser virgem e ficou em estado de choque.

Suspeito de abuso sexual é apedrejado

De acordo com o irmão da vítima, ela chegou em casa completamente desesperada após um dia de trabalho e contou para ele que havia sido abusada sexualmente pelo chefe.

Revoltado, ele contou para alguns amigos o caso, que incendiaram o comércio. O irmão da vítima garante: ela foi dopada antes do crime. "Ela chegou em casa desesperada falando que foi dopada por ele, que ele abusou dela. Aí, eu, como irmão, vim aqui e tirei satisfações com as minhas próprias mãos. Com 14 anos, tem uma vida pela frente e acontece isso com ela...mas se Deus quiser vai dar tudo certo e que a Justiça seja feita", declarou o familiar.

O homem, de 57 anos, foi apedrejado pelos populares, que estavam completamente revoltados com a situação. Ele conseguiu descer do segundo andar do imóvel depois que a Polícia Militar (PM) chegou no local para conter a confusão.

O comerciante foi encaminhado para à delegacia de Fazenda Rio Grande, que irá investigar o caso. Já a adolescente, foi levada para o Hospital Evangélico, onde passou por uma bateria de exames, em seguida, ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) onde passou pelo exame de corpo de delíto. Outras adolescentes afirmaram que também sofreram abusos quando trabalhavam na panificadora e que iriam denunciar o homem.

Segundo a Polícia Civil, o homem foi preso em flagrante pelo crime de esturpo e ele confessou para os agentes que dopou, amarrou a vítima e abusou da adolescente por três horas.

Depoimento de suspeito de estupro na RMC

Ao ser questionado pela delegada, o suspeito de estupro em Fazenda Rio Grande disse que a menina não tinha acesso à casa e que era evasivo nas resposta. Já a menina respondeu de maneira diferente, revelando contradições no depoimento do comerciante.

Uma ex-funcionária falou com a RICTV e revelou que não acredita que o comerciante tenha cometido o crime. “Pra mim foi um choque”, disse a moça que não quis se identificar. “Trabalhei 3 anos, nunca mexeu comigo”, completou.

Assista à reportagem sobre o caso de estupro em Fazenda Rio Grande:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 4,0

  • Comentário via facebook