Curitiba

Irmãos envolvidos com o tráfico de drogas são presos após tiroteio

Após uma denúncia de que haviam pessoas armada na região, os policiais do Cope foram até o local e foram recebidos a tiros

A equipe do Cope se deslocou até o local, e quando os suspeitos notaram a presença da equipe sacaram uma arma e chegaram a disparar contra os policiais (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)

A dupla aterrorizava os moradores do Cajuru foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)

A dupla aterrorizava os moradores do Cajuru foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)
Cinco armas foram apreendidas além de diversas munições de calibres variados (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)
Os irmãos Lucas Vaz da Cunha, 28 anos, e André Vaz da Cunha, 25 anos, foram presos quando estavam reunidos em um "mocó" na região (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)
A equipe do Cope se deslocou até o local, e quando os suspeitos notaram a presença da equipe sacaram uma arma e chegaram a disparar contra os policiais (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)

 

*Com informações do repórter Tiago Silva, da RICTV Curitiba

Na manhã desta segunda-feira (15), o Centro de Operação Policiais Especais (Cope) apresentou uma dupla de irmãos que causou terror aos moradores do bairro Cajuru, em Curitiba.

Na última sexta-feira (12), o setor de investigações cruzou informações com a inteligência e acabou idenficando que os irmãos Lucas Vaz da Cunha, 28 anos, e André Vaz da Cunha, 25 anos, estavam reunidos em um "mocó" (ponto de consumo de drogas) na região.

A equipe do Cope se deslocou até o local, e quando os suspeitos notaram a presença da equipe sacaram uma arma e chegaram a disparar contra os policiais que revidaram rapidamente. Um dos suspeitos foi baleado no joelho durante a troca de tiros.

Cinco armas foram apreendidas além de diversas munições de calibres variados. Os irmãos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa e já possuíam mandados de prisão em aberto pelo crime de homicídio.

Lucas, o suspeito baleado, está internado no hospital sob escolta e será encaminhado à penitenciária posteriormente. André já está no Setor de Carceragem Temporário (Secat).

Leia mais:

Polícia divulga retrato falado de suspeitos de estupro em universidade

Empresário suspeito de matar moradora de rua é preso

Envie seu comentário

Comentários (0)

Ladra seduz e dorme com homens para roubá-los

A jovem de 21 anos roubava os homens após conhecê-los em boates da costa leste dos EUA

Yomma Fouad, 21 anos, foi presa no último sábado (6), por roubar homens na costa leste dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/R7)

Yomma Fouad, 21 anos, foi presa no último sábado (6), por roubar homens na costa leste dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/R7)

Yomma Fouad, 21 anos, foi presa no último sábado (6), por roubar homens na costa leste dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/R7)
Imagens feitas pelas câmeras de segurança do prédio registraram Yomma carregando um monte de pertences (Foto: Reprodução/R7)
Ela levou roupas, dinheiro, jóias e um relógio Roles, totalizando segundo a vítima um prejuízo de R$ 102 mil (Foto: Reprodução/R7)
Yomma está enfrentando acusações de roubos e falsidade ideológica, já que no momento da prisão ela usava uma identidade falsa (Foto: Reprodução/R7)

Yomma Fouad, 21 anos, foi presa, no último sábado (6), por roubar homens na costa leste dos Estados Unidos. Segundo a polícia, ela é suspeita de estar ligada a outros casos semelhantes, e pelo menos dez outros departamentos policiais estavam investigando a criminosa.

Um homem chamado Alain Rene Galette, 31 anos, alega ter sido vítima da criminosa há um mês, quando se conheceram em uma boate. "Ela queria ir para minha casa. Eu concordei, claro. Recebi uma massagem nas costas e fizemos sexto antes de dormir" conta.

Depois de passar a noite com a gata, Galette percebeu a cilada: "Eu acordei dopado, sem saber o que estava acontecendo, e minhas coisas haviam sumido". Imagens feitas pelas câmeras de segurança do prédio registraram a ladra carregando um monte de pertences.

Ela levou roupas, dinheiro, jóias e um relógio Rolex, totalizando segundo a vítima um prejuízo de R$ 102 mil. "Ela parecia inocente, Jamais iria esperar um golpe dela", acrescenta.

De acordo com a polícia, Yomma é da Columbia, maior cidade do Estado norte-americano da Carolina do Sul e se identificou como "prostituta" nos relatórios da prisão.

A "ladra gata" está enfrentando acusações de roubos e falsidade ideológica, já que no momento da prisão ela usava uma identidade falsa.

Leia mais:

Jovem suspeita de aplicar golpes em casas noturnas é presa

Mulher rouba caminhonete e é perseguida pela PM; assista

 

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Rapaz confessa estrangular cunhada de 17 anos e se mata

Indiciado por tentativa de estupro e feminicídio, ele assumiu a autoria do crime e, em seguida, se matou no plantão da Delegacia Central de Itu (SP)

Após matar a jovem de 17 anos estrangulada, o suspeito teria jogado o corpo no Rio Tietê (Foto: Pixabay)

Suspeito de estrangular a cunhada de 17 anos e jogar o corpo no Rio Tietê, o jovem João Felipe Oliveira de Moura, de 20 anos, foi preso na madrugada deste domingo (14), em Itu, interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime e em seguida se suicidou no plantão da Delegacia Central de Itu. O caso está sendo investigado. O corpo da jovem assassinada, Letícia Ferreira, continuava sendo procurado pelo Corpo de Bombeiros no início da tarde de domingo.

Conforme a Polícia Militar, a família de Letícia entrou em contato com a corporação para denunciar o desaparecimento da garota. Testemunhas teriam visto a adolescente entrar no automóvel do cunhado. O rapaz foi procurado em casa, no bairro Potiguara, e negou ter visto a jovem, mas aparentava nervosismo. Em buscas no veículo, policiais encontraram mancha de sangue no lado do passageiro e uma marca de sapato no painel, além de outras evidências de ter havido luta no interior do carro.

O rapaz acabou confessando que havia tentado estuprar a jovem e, diante da resistência, acabou matando-a por estrangulamento. Em seguida, ele dirigiu o carro até uma ponte, conhecida como Ponte Nova, e lançou o corpo no Rio Tietê. Antes de se matar, ele havia sido indiciado por tentativa de estupro e feminicídio.

A Polícia Civil não deu detalhes das circunstâncias em que aconteceu o suicídio, alegando que o caso ainda estava sendo apurado. O corpo do rapaz foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e não tinha sido liberado até o início da tarde.

Veja também

Mulher que mandou matar ex-marido a marretadas é presa na região Norte
Homem ingere veneno de rato após atirar contra a mulher

Envie seu comentário

Comentários (0)