Curitiba

Cerca de 30 pessoas são feitas reféns durante assalto a lanchonete

Três rapazes e um adolescente foram detidos após a libertação dos reféns; polícia apreendeu uma pistola com o grupo

Grupo roubou pertences pessoas das vítimas e agrediu pelo menos três pessoas (Foto: Eliandro Piva/RICTV Londrina)

Clientes e funcionários de uma lanchonete foram mantidos reféns durante um assalto na madrugada deste sábado (17) em Londrina, na região norte do Paraná. Três pessoas foram presas e um adolescente foi apreendido após as negociações.

Segundo a Polícia Militar, o caso foi registrado por volta das 5h da manhã. Cerca de 30 pessoas ficaram em poder dos assaltantes durante cerca de uma hora e pelo menos três ficaram feridas.

De acordo com testemunhas, os quatro suspeitos anunciaram o assalto e agrediram três reféns durante a ação. Um dos clientes conseguiu chamar a Polícia Militar.

Após a libertação dos reféns, os suspeitos foram presos. Com eles, a polícia encontrou vários celulares, relógios, carteiras e R$ 1,5 mil em dinheiro. Uma pistola também foi apreendida com o grupo.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Primeira-dama de Tibagi é presa suspeita de agredir marido com faca

Polícia Civil não quis comentar as circunstâncias em que aconteceu a agressão; prefeito está internado e fora de perigo

A primeira dama ao lado do prefeito Rildo Leonardi (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)

A primeira-dama de Tibagi, nos Campos Gerais do Paraná, Andreia Barreto Lima Leonardi, foi presa na última sexta-feira (16) suspeita de esfaquear o marido, o prefeito Rildo Leonardi.

O prefeito foi socorrido para um hospital de Tibagi com um ferimento no braço. Depois foi transferido para outra unidade médica em Telêmaco Borba, onde passou por uma cirurgia.

A Polícia Civil não informou as circunstâncias em que a situação aconteceu.

Na prefeitura, ninguém atende aos telefones em função do feriado de Corpus Christi.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Corpo de mulher encontrado em chamas na Região Metropolitana é identificado

Vítima era mãe de duas filhas e trabalhava como manicure em uma rede de salões

Sibele era manicure e tinha duas filhas (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

*Com informações do repórter Daniel Santos, da RICTV Curitiba

O Instituto Médico Legal (IML) do Paraná identificou o corpo encontrado em chamas na tarde de quinta-feira (15), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A vítima é Sibele Aparecida Staroi, de 33 anos. Ela trabalhava em uma rede de salões de beleza da capital e havia saido para dançar na noite anterior ao crime.

O corpo de Sibele foi encontrado ao lado de uma ponte na Rua Teófilo Negosek, no bairro Colônia Zacarias. Ela estava sem roupas e ainda em chamas da cintura para baixo. Segundo a polícia, a vítima foi morta por asfixia antes de ter o corpo jogado no local e queimado.

Perfil

Sibele trabalhava como manicure em um salão de beleza da rede Lady Lord, no Shopping Mueller. Ela tinha duas filhas, de 8 e 15 anos, e morava com os pais e as meninas no bairro Barreirinha.

Na noite de quarta-feira (14), véspera de feriado, Sibele saiu com amigos para se divertir na boate Rodeio, no Atuba. Um amigo da vítima disse que a deixou em casa quando o dia estava amanhecendo. O corpo foi encontrado na tarde de quinta-feira (15).

Investigações

A delegacia de São José dos Pinhais está investigando o caso. Segundo informações da Polícia Civil, já existe uma linha de investigação, mas o caso está sendo mantido em sigilo.

Velório e sepultamento

O corpo de Sibele já foi liberado pelo IML. O velório e o sepultamento acontecem no Cemitério Paroquial Nossa Senhora do Rosário, em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba.

Veja também:

Mulher é estuprada e morta ao tentar salvar as filhas de abuso

Corpo de mulher estuprada e esfaqueada em Pinhais é identificado

Envie seu comentário

Comentários (0)