Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Em Missal

Pai de adolescente que apanhou na escola tenta matar uma das agressoras

A briga no colégio de Missal ocorreu no dia 22 de outubro, mas o caso só foi divulgado pela polícia nesta semana

Autor: Redação RIC Mais
Briga de colégio em Missal quase acaba em tragédia. (Foto: Reprodução/RICTV)
Briga de colégio em Missal quase acaba em tragédia. (Foto: Reprodução/RICTV)

O pai de uma adolescente que apanhou de colegas em uma escola estadual de Missal, no oeste do Paraná, agrediu duas meninas de 11 anos que supostamente teriam batido em sua filha. A polícia trata a ocorrência como tentativa de homicídio. O suspeito é considerado foragido.  

Briga de adolescentes em colégio de Missal

Ezequiel dos Santos Pinheiro, de 36 anos, tomou conhecimento do que havia acontecido com a filha depois que vídeos da briga no colégio de Missal se espalharam pelas redes sociais. Nas imagens, gravadas por uma câmera de celular de outro aluno, é possível ver duas meninas agredindo uma terceira - filha do suspeito - com socos e chutes. (Assista o vídeo abaixo)

Segundo a Polícia Civil, com o vídeo em mãos, o homem, que não morra em Missal, viajou até a cidade e foi até a saída do colégio em busca das garotas. Uma delas foi agredida com pedradas, e, na verdade, não havia participado da briga com a filha de Ezequiel. A violência só parou quando outras pessoas que estavam no local conseguiram contê-lo.

“Como ele disse que ia matar e estava ali batendo na cabeça da menina com muita agressividade, se ninguém interviesse como foi foi feito, creio que poderia sim ter levado a vítima óbito. Motivo pelo qual, a princípio, investido como tentativa de homicídio”, declarou Denis Merino, delegado que cuida do caso.

Suspeito é procurado pela polícia 

Ezequiel é considerado foragido. (Foto: Reprodução/RICTV)

Ainda conforme Merino, o suspeito já possui um mandado de prisão em aberto por cárcere privado. Em paralelo, a briga entre as adolescentes também será alvo de investigação. “Constatando-se algum tipo de infração penal, nós vamos lavrar sim o procedimento adequado com relação a briga dos adolescentes”, finalizou.

Informações sobre o paradeiro do acusado podem ser feitas ao Disk Denúncia da Polícia Civil de Medianeira, no telefone 197, ou à Polícia Civil de Missal, pelo número 45. 3244-1337.

Assista à reportagem completa sobre pai que bateu na estudante em Missal:

Fidel Alvarenga, repórter da RICTV Oeste, conta todos os detalhes.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook