Olá {{nome}}
Logout

Estradas do Paraná

Moro abre mão de processo que investiga irregularidades em pedágio

O processo apura se uma concessionária de pedágio do Paraná pagou propina para agentes públicos

Autor: Redação RIC Mais
Sérgio Moro retorna à instituição após uma passagem entre 1996 e 1998 (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
Sérgio Moro retorna à instituição após uma passagem entre 1996 e 1998 (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância, abriu mão de julgar o processo que apura se uma concessionária de pedágio do Paraná pagou propina para agentes públicos.

Nesta segunda-feira (11), Moro declarou que não existe correlação entre o caso em apuração e os desvios relacionados com a Petrobras e a empreiteira Odebrecht. O juiz ainda declarou a não competência para julgar a ação penal.

Leia também: 2ª turma do STF marca julgamento de Gleisi Hoffmann

No despacho, Moro alegou estar sobrecarregado. O processo foi redistribuído para a 23ª Vara Federal de Curitiba, com responsabilidade do juiz Paulo Sérgio Ribeiro. Apesar da mudança, as decisões já tomadas não serão anuladas, afirmou Moro. O Ministério Público (MP-PR) não quis se manifestar.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,0

Política de
comentários

comentários