Olá {{nome}}
Logout

Lula aconselha Moro, que rebate: 'Não é momento de discursos'

Autor: RIC Mais
Lula depôs hoje ao juiz Sérgio Moro por 2 horas na capital paranaense (Foto: Rodolfo Buhrer / Reuters)

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, chamou a atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (13), durante depoimento na Justiça Federal da capital paranaense para explicar a compra de um terreno para o instituto Lula e um apartamento em São Bernardo do Campo (SP).

Os imóveis teriam sido bancados pela Odebrecht, em troca de facilitações em contratos com a Petrobras. Antes de o ex-presidente começar a falar, Moro advertiu: "Só assim senhor presidente, não é momento de campanha, não é momento de discursos".

Mesmo com o aviso do juiz federal, Lula continuou e disse: "Com todo e profundo respeito que tenho toda vez que eu sento aqui, toda vez que eu saio daqui ou cada vez que ligo a televisão, vejo as pessoas fazendo campanha contra mim;...".

 — Aliás um conselho: o senhor usa a palavra "denegrir" contra o advogado da Espanha que fez acusações, que o senhor não consultou. Politicamente não é correto falar denegrir porque o movimento negro do País não gosta.

Moro voltou a ser incisivo: "Senhor presidente, não é para campanha, não é para fazer declarações, o que o senhor quer dizer sobre a denúncia?"

Leia mais:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

COLETIVA

EX-PRESIDENTES

Diz Badaró

Carregando