Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Luxo na Rússia

Seleção Brasileira tem Palácio cinematográfico

Hotel da seleção brasileira na Rússia é um verdadeiro palácio cinematográfico. E, pela primeira vez, as famílias ficarão hospedadas com os jogadores

Autor: R7
A concentração brasileira aqui em Sochi é deslumbrante. E fechada (Foto: Swiss Hotel Divulgação)
A concentração brasileira aqui em Sochi é deslumbrante. E fechada (Foto: Swiss Hotel Divulgação)

*Por Cosme Rímoli

Sochi

Um quartel general familiar muito luxuoso e sem privilégios. 

Esta é a melhor definição da concentração do Brasil, aqui, na calorenta, abafada e belíssima Sochi.

O hotel é um palácio.

Encravada entre as montanhas do Cáucaso e o azul infinito do Mar Negro, a cidade é disputada por milionários no breve verão russo. Ao contrário de inúmeras praias europeias, o clima de repressão que domina todo o país chega até as areias. 

Topless é completamente proibido. E já foi motivo de escândalo internacional, quando a esquiadora libanesa  Jackie Chamoun fez um ensaio sem roupa, quando a cidade, coberta de neve, foi sede da Olimpíada de Inverno. Jackie ameaçou também mostrar seu corpo nas praia, para os fotógrafos. Mas Rússia e Líbano se juntaram. Ela foi proibida de dar entrevistas e muito menos tirar a parte de cima de seu biquini perto do Mar Negro.

A cidade segue repressora.

Mas tudo indica que o contato da Seleção com a cidade sede que escolheu durante o Mundial será mínimo. A concentração comemará a ser usada a partir de amanhã, no Swissôtel Resort Sochi Kamelia. O hotel é um cenário de cinema. Ele dentro de um parque natural às margens do Mar Negro. Deslumbrante.

Normalmente, já contava com piscinas, spa, academia. E dois campos excelentes. Na Rússia há uma obsessão por gramados. E o do Swissôtel ficaram perfeitos.

A concentração seria da Áustria, adversária do amistoso de hoje, se o país conseguisse se classificar à Copa. O Brasil lucrou com a falta de competência dos áustríacos. Tite e sua Comissão Técnica tomaram duas decisões.

A primeira é inédita e tem tudo para evitar problemas durante o Mundial. Como há 203 quartos e o hotel está fechado para a Copa, a Seleção Brasileira ocupará uma ala especial, reservada. Enquanto foi aberto outro espaço onde os jogadores poderão instalar quem eles desejarem. Esposas, pais, amigos mais próximos, namoradas, amantes. Enfim, quem desejarem. Desde que pagando, um preço especial, mas a estadia será paga pelos atletas e membros da Comissão Técnica. Pelo menos é o que a CBF divulga.

O acesso não será totalmente liberado. Mas esse grupo poderá ficar por perto depois dos almoços e jantares. Não será problemas para os atletas dormirem juntos com suas esposas e namoradas durante as folgas na Seleção. O hotel é um magnífico spa, muito procurado por casais russos abonados para passarem suas luas de mel.

Pelo menos, na primeira fase do Mundial, em que Socchi será a sede da Seleção, Tite deverá estar tranquilo nas folgas.

Dirigentes da entidade também ficarão hospedados no hotel, garantindo distância de jornalistas.

Por trás dessa simpatia toda, a concentração será bem diferente da Granja Comary. Diferente da vulnerável concentração brasileira, cercada de montanhas por todos os lados, os campos do Swissôtel ficam inexpugnáveis assim que Tite decidir. Não há como subir em um prédio para acompanhar as decisões táticas, as jogadas ensaiadas defensivas e ofensivas nas bolas paradas. 

O cenário de lua de mel vira um bunker.

A deslumbrante vista dos apartamentos dos jogadores. Não há do que reclamar

A deslumbrante vista dos apartamentos dos jogadores. Não há do que reclamar

Divulgação/Swissôtel

Como é algo normal e necessário para um país que deseja ganhar a Copa do Mundo. Jornalistas já sabem que haverá treinos fechados, restritos. Bem ao contrário do que aconteceu em 2014, com todos os treinos transmitidos ao vivo. E de 2006, quando a CBF vendeu a preparaçao do Brasil na Copa por US$ 1 milhão, em Weggis, na Suíça, e foi cobrado ingresso para os treinos. Mesmo na Alemanha, Parreira não se preocupou em esconder o que fazia. 

O que acontecerá aqui na Rússia será mais próximo com o que Dunga fez na África do Sul. Porém, com mais simpatia, inteligência e sem radicalismo. A Seleção terá muita privacidade mas evitará o conflito.

A concentração foi aberta de manhã para os jornalistas que já estavam por aqui. E a assessoria de imprensa fez questão de destacar um ponto importante. Neymar não ficará na suíte presidencial do hotel. Nem ele e nem ninguém. Durante a Olímpiada do Rio causou enorme desconforto os rumores de que o melhor quarto de Goiânia teria sido do atacante.

Na enorme suíte foram instalados os departamentos médicos e de fisioterapia.

Mas os jogadores não terão do que reclamar.

Todos os seus luxuosos quartos com cama de casal são individuais. Há dois cômodos grandes, com direito a duas televisões enormes, modernas. 

Não haverá jogador que não ficará de frente para o mar e as piscinas do hotel.

Com direito a cinco refeições durante o dia.

Farofa, carne seca, abóbora. Nada faltará no cardápio dos jogadores

Farofa, carne seca, abóbora. Nada faltará no cardápio dos jogadores

Swiss Hotel Divulgação

Com comidas que eles gostam.

Ingredientes pouco comuns na culinária russa, como farinha, feijão preto e carne seca serão servidos. Todo o cardápio foi elaborado por nutricionistas e ficará sob o comando do chefe gaúcho Jaime Maciel, que desde 1995, comanda a cozinha da Seleção.

Se do lado de dentro toda a mordomia e controle, do lado de fora, vigilança total. A segurança do Mundial da Rússia será uma das maiores da história. Já seria forte. Mas a ameaça de atentados por membros do Estado Islâmico tornaram os soldados russoss ainda mais rigidos do que já são.

Só que este não é problema dos jogadores e de Tite no Swissôtel Resort Sochi Kamelia. O deles é resolver como vencer a Copa do Mundo, preocupados entre as montanhas do Cáucaso  e as águas geladas do Mar Negro.

Durante grande competições ou eventos, os preços são assustadores.

A diária normal dos quartos custa 370 euros, cerca R$ 1.600,00.

A suíte presidencial chega a 500 euros, cerca de R$ 2.180.00.

Por falto de conforto e privacidade, o Brasil não perderá a Copa...

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,0

  • Comentário via facebook
Leia também:

Quartas de final

Estádio do Café

comercial de TV