Olá
Logout

'Meu Big Bang' anuncia grande vencedor

Autor:
Guido Del' Duca tem 24 anos e é de Juiz de Fora (Foto: Divulgação)

O show de talentos Meu Big Bang chegou com um formato totalmente online. Iniciado em junho de 2017, é mais uma alternativa para aqueles que sonham em viver da música ou apenas sonham em cantar e ter seu talento visto por mais pessoas. Foi uma competição na qual qualquer pessoa (acima de 16 anos) podia se inscrever, sendo profissional ou não. E o melhor de tudo isso: não precisava nem sair de casa. Era só enviar um vídeo cantando, na página de inscrição e pronto, já estava participando.

Com mais de 10 mil inscrições em sua 1ª edição, o show de talentos online Meu Big Bang, recebeu vídeos de 25 Estados do Brasil. Após o encerramento das inscrições, a equipe selecionou 20 candidatos para que começassem sua corrida para o grande prêmio.


“Nosso objetivo é continuar com mais edições até alcançarmos todos os cantores do Brasil.” Afirma, otimista, Gilberto Verona, sócio do Meu Big Bang, e também proprietário de uma das maiores marcas do Brasil, a Los Paleteros. Gilberto traz toda sua experiência na área administrativa para contribuir para o crescimento do projeto.

O prêmio consiste em um single gravado, um video clipe, um website e identidade visual completa. Além é claro da música gravada tocar na Jovem Pan.

“Eu acredito que é um excelente incentivo para começar a construção de uma carreira no mundo musical. O artista precisa estar preparado em todos os sentidos para se jogar nesse mundo tão lindo mas cheio de incertezas”, garante Luccas Soares, fundador e administrador do Meu Big Bang, junto com os empresários paranaenses Gilberto Verona e Rhaissa Gonçalves. Luccas é empresário e proprietário de uma produtora audiovisual em Curitiba e tem uma carreira internacional como diretor de cinema independente.

Além de cuidar da parte artística do projeto ele irá dirigir o video clipe do vencedor. Luccas faz todo esse trabalho com um carinho especial pois também é cantor e compositor. “Eu compreendo muito bem as dificuldades que os cantores enfrentam no Brasil e estou muito feliz em poder colaborar no crescimento de novos talentos. Não prometemos fórmulas de sucesso, até porque isso é uma ilusão, mas oferecemos uma alternativa muito especial para ajudar nesse start up.”

“Queremos que todos sintam que é possível! Esse é um show de talentos totalmente inclusivo. Todos os gêneros musicais são bem-vindos. Em nossa primeira edição, tivemos entre os 20 finalistas, cantores desde o pop, blues, sertanejo até gospel", comenta Rhaissa Gonçalves, sócia do Meu Big Bang.

Grande vencedor

O vencedor da primeira edição do Meu Big Bang foi o mineiro Guido Del' Duca. Ele tem 24 anos, é de Juiz de Fora, Minas Gerais, e meu estilo musical é Pop Folk e MPB. Guido ganhou o concurso com o vídeo de sua música autoral "Cura". 

 

Conheça Guido Del' Duca

Como começou sua carreira?

Aos 12 anos, comecei a estudar música e a cantar na minha primeira banda, lá na minha cidade, Santa Rita do Sapucaí - MG. Lá mesmo comecei a tocar violão e cantar em barzinhos e quando vim pra Juiz de Fora, em 2011, montei um trio com meu irmão e um batera, no qual eu tocava baixo e cantava. O nosso estilo era uma espécie de blues rock alternativo (meio doido né?) e, apesar de compormos, o repertório era mais cover. Já com uns 20 anos, comecei a compor músicas numa pegada meio pop/folk, mais acústica e mais leve do que o som da banda. Um dia, ensaiando sozinho na casa do meu avô, senti que uma música pedia um bumbo, e a bateria do meu amigo tava lá por causa dos ensaios da banda. Comecei a pisar no pedal enquanto tocava o violão e tive a ideia de me apresentar como um homem banda. Aí em 2015 estreei meu show autoral nesse formato e lancei um EP que me abriu portas pra oportunidades bem bacanas.

Quais são suas inspirações e referências?

Cresci ouvindo a coleção de CD's de rock progressivo do meu pai e acho que isso contribuiu muito para a construção da minha identidade musical. Mas, com 12 anos, conheci o John Mayer e ele mudou meu jeito de encarar a música por conseguir criar um som muito próprio passeando por vários estilos e sendo pop ao mesmo tempo. Um pouco mais tarde conheci a obra do Bob Dylan e foi uma segunda revolução na minha caminhada musical. Nesse período de transição, conheci também o trabalho do Tiago Iorc e desde então ele vem sendo uma referência para mim. Atualmente, ouço caras como Belchior, o pessoal do Clube da Esquina, a turma do 5 a Seco e muitos sons lá de fora como City and Colour e Bon Iver - tenho me atraído muito pela música pop em geral também.

Como ficou sabendo do Meu Big Bang e como foi participar?

Fiquei sabendo pelas redes sociais, acho que pelo Instagram. Foi uma experiência muito bacana! Ter sido selecionado como finalista entre tanta gente boa, do país todo, e ainda ganhar a votação foi demais! É bom saber que posso contar com tanta pra me apoiar, isso dá força pra continuar.

Por que decidiu participar do Meu Big Bang?

Decidi participar porque tenho composto muito ultimamente e, depois de gravar um EP e um CD por conta própria e financiamento coletivo, percebi como é custoso produzir um material de qualidade, ainda mais com tudo o que o Meu Big Bang oferece, como a oportunidade de trabalhar com um produtor, clipe, construção de identidade visual e site. Tudo o que produzi até o momento foi feito na base de muito trabalho e da melhor forma possível dentro das possibilidades, mas sempre acabava esbarrando em entraves financeiros e tendo que depender de parcerias ou da boa vontade de pessoas que acreditam no meu trabalho (sou muito grato por isso, mas às vezes é complicado essa incerteza). Por tudo isso vai decidi participar!

Qual era a sua expectativa?

Eu sabia que não ia ser fácil mas realmente esperava muito ganhar! Tinha consciência de que era uma grande oportunidade e que com a ajuda de todas as pessoas que vem me apoiando seria possível vencer.

Como foi o processo da correria atrás dos votos?

Foi bem intenso e um pouco desgastante, mas valeu a pena! Mandei mensagem pra todos os meus contatos no Whatsapp e e-mail, pros seguidores do Instagram e muitos amigos do Facebook também. Era complicado porque essas duas últimas redes bloqueiam as mensagens quando iniciamos muitas conversas em um intervalo pequeno de tempo, e já tinha mandado pra todos os contatos de Whatsapp e e-mail! Então pedia voto pro pessoal do trabalho, família e fiz até um motorista do Uber votar em mim! Hahahah

O que você espera do prêmio e da equipe?

Espero que alcancemos um ótimo resultado juntos! Vai ser a primeira vez que vou trabalhar com uma equipe completa de profissionais voltados pra um trabalho, então tô bem animado! Já conheci um pouco do trabalho de alguns membros como o Luccas Soares e deu pra ver que os trampos são alto nível!

Qual é o seu sonho e plano de futuro?

Meu sonho é poder viver da minha música, viajar pelo país tocando pra pessoas que se identifiquem com meu som e se sintam bem ao me ouvir cantar.

Como foi receber a notícia de que foi o vencedor?

Foi demais! Eu tava ansioso no dia. Depois do almoço pensei "vou mandar uma mensagem pro Luccas pra saber que horas sai o resultado" e logo depois pensei "não...não vou incomodar o cara, ele deve tá ocupado e tal..." aí 2 minutos depois chegou a mensagem pra mim. Fiquei muito feliz e satisfeito porque acho que todo o esforço vai valer a pena!

 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

Confira

Saiba mais

Imperdível

Carregando