Curitiba

Arlindo Cruz segue internado no após AVC na última sexta

Autor de clássicos como Bagaço da Laranja e Só pra Contrariar, ele integrou, por 12 anos, o grupo Fundo de Quintal

O sambista tem 58 anos e está internado há dois dias (Foto Site Oficial Arlindo Cruz)

O cantor e compositor Arlindo Cruz, de 58 anos, segue internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da Casa de Saúde São José, no Humaitá, zona sul do Rio, na manhã deste domingo, 19. De acordo com a sua assessoria, ele continua sedado, em estado grave, porém estável. A nota também informa que, segundo a equipe médica do hospital, "tudo está dentro do planejamento terapêutico".

Arlindo passou por uma cirurgia na noite de sexta-feira, 17, para a instalação de um cateter cerebral, com o objetivo de monitorar sua pressão intracraniana. Segundo a sua assessoria, o procedimento foi realizado com sucesso.

O compositor passou mal em sua casa, no Recreio dos Bandeirantes zona oeste do Rio, na noite de sexta. Ele foi resgatado pela ambulância dos bombeiros, e inicialmente levado para a Coordenação de Emergência Regional (CER), na Barra da Tijuca.

Por meio de exame de tomografia computadorizada cerebral, a equipe médica diagnosticou um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Após o quadro ter sido estabilizado, o cantor foi transferido para a Casa de Saúde São José.

O cantor faria um show sexta-feira, 17, em Osasco, na Grande São Paulo, que foi desmarcado em função do problema de saúde.

Arlindo Cruz é sambista, autor de clássicos como Bagaço da Laranja, Só pra Contrariar e Seja Sambista Também. Durante 12 anos ele integrou o grupo Fundo de Quintal. Entrou em 1981, quando Jorge Aragão deixou o grupo, e permaneceu até 1993. Depois fez dupla com Sombrinha, e nos últimos anos segue carreira solo.

Torcedor fanático do Império Serrano, Arlindo também é compositor de samba-enredo. Ganhou sete concursos na escola da Serrinha (zona norte do Rio), entre 1996 e 2007, e compôs ainda para outras agremiações. Na TV, Arlindo costuma participar das temporadas do programa Esquenta, apresentado por Regina Casé na Globo.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Cantoras descobertas por Rodrigo Faro emocionam o Brasil

Elas ganharam o título de Princesas do Sertanejo e estão dando os primeiros passos na carreira profissional

Foto: @asprincesasdosertanejo, Instagram

As jovens Gleidi, de 18 anos, e Geici, de 15, são a prova de que o talento é o maior trampolim para os artistas conquistarem seu espaço entre os grandes medalhões da música.

Até meados de janeiro deste ano, as garotas ocupavam seu tempo com o trabalho duro na lavoura, estudos e pequenos shows na zona oeste de Rondônia. Mas, graças às suas vozes de ouro, elas foram descobertas pelo programa A Hora do Faro, da Record TV, passaram a ser chamadas de Princesas do Sertanejo e conquistaram o Brasil. Agora, trabalham na produção de um EP e quatro clipes, que sairão no decorrer do primeiro semestre de 2017.

A história das Princesas do Sertanejo se assemelha à de muitas outras duplas que também conquistaram o país. Vindas de família humilde, elas trabalhavam de dia na roça e cantavam na noite de Rondônia para ajudar a pagar as contas de casa. "Na época, o nosso cachê girava em torno de R$ 50. Era uma quantia bem baixa, mas, mesmo assim, nunca desanimamos. Era a nossa oportunidade de mostrar as nossas músicas e ganhar algum dinheiro para ajudar os nossos pais", recorda, humildemente, Gleidi.

Foi em 29 de janeiro que a vida das duas garotas deu a tão sonhada guinada. Neste dia, a produção do A Hora do Faro preparou uma surpresa especial. Rodrigo assistiu do palco, acompanhado de Bruno & Marrone e Chitãozinho & Xororó, Gleidi e Geici passaram por uma espécie de "teste", onde cantaram no Villa Country, a casa sertaneja mais importante do Brasil.

Assim que ficaram conhecidas por todo o Brasil, as Princesas do Sertanejo ganharam, também, uma promissora carreira artística "Agora teremos muito trabalho pela frente. Temos muitos degraus para subir antes de começarmos a fazer show pelo país e vamos nos esforçar muito para que isto aconteça o mais rápido possível", diz Gleidi.

Próximos Passos

As Princesas do Sertanejo desembarcaram no Aeroporto de Viracopos (Campinas) no dia 7 de fevereiro para cumprirem uma agenda digna de grandes estrelas da música. As garotas vieram para São Paulo para acompanhar, de perto, o lançamento do clipe do primeiro single de trabalho, "Que Me Ama Nada".

O trabalho delas não para por aí. Em paralelo ao lançamento do single, as sertanejas se preparam para sessões de foto e ensaios para o novo show. "Estamos, também, definindo o repertório para a concretização do primeiro EP. Depois disso, vamos iniciar a gravação de um novo videoclipe. A agenda realmente está lotada", explica Gleidi. Já tocando nas rádios de todo o Brasil, a música "Que Me Ama Nada" será lançada oficialmente nas plataformas digitais e poderá também sair em formato físico.

Confira a matéria exibida na Hora do Faro.

Irmãs cantoras precisam trabalhar na roça para ajudar a família.



'Princesas do Sertanejo' ganham surpresas e encontram ídolos no palco do programa. 

Fãs de Chitãozinho e Xororó e Bruno e Marrone lançam clipe da música "Que Me Ama Nada" sob o olhar dos ídolos. 



Confira o site da dupla.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Fã acampa 6 meses na fila para ver show de Justin Bieber em São Paulo

Primeiro fã chegou ao local em setembro e os shows serão em 1º e 2 de abril

Foto: Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo

Muitos fãs já estão acampados em frente ao Allianz Parque, na zona oeste de São Paulo, esperando pelos shows do cantor e compositor canadense Justin Bieber. As apresentações serão realizadas nos dias 1º e 2 de abril, daqui a um mês.

O estudante Alex Silva Santos, de 18 anos, foi o primeiro a chegar. Ele está no local desde setembro do ano passado. "Vim para ver a Demi Lovato e acabei ficando mais tempo, já que anunciaram o Justin Bieber. Eu não aguento mais, na verdade. Estou desidratado", afirma o jovem que tenta se esconder do intenso calor que fazia na manhã desta quarta-feira, 1º de março.

Katllen Araujo, 15, diz que levou uma pedrada de um grupo na madrugada da última segunda-feira (27). "Eles jogaram objetos nas nossas barracas. Estava muito escuro, não deu para ver direito. Foi então que acertaram uma pedrada na minha testa. Chamamos a polícia. Eles monitoraram a área e não tivemos mais problemas", relata ela.

Este, no entanto, não foi o único caso de violência relatado pelos jovens. Segundo os adolescentes, que tem entre 14 e 20 anos, celulares e objetos pessoais já foram furtados. "Sofremos bullying por gostar de Justin Bieber. Sendo assim, algumas pessoas se sentem no direito de nos agredir, sabe? Teve gente aqui na fila que teve o celular furtado. Já pegaram bolsas e tudo mais. Isso acontece com mais frequência durante a noite. A gente não pode simplesmente ir embora daqui. Abandonar essa estrutura. É o nosso maior ídolo. É preciso aguentar", desabafa Iza Arantes, de 19 anos.

Para que todos mantenham seus lugares de chegada na fila, as turmas se dividem em três turnos: manhã, tarde e noite. A escala de revezamento também inclui barracas, funções e fins de semana trabalhados. "Sempre tem algum espertinho que quer ficar só no sábado ou no domingo, mas aqui não rola isso", diz Alex.

Priscila Lima, 20, e Laura Clara, 19, já são experientes. Na última visita de Justin Bieber a São Paulo, em novembro de 2013, as estudantes ficaram 50 dias acampadas em frente à Arena Anhembi, onde o show foi realizado. "Tentamos passar um pouco da nossa experiência para as mais jovens. Afinal, fizemos isso da outra vez", afirma Laura.

Aniversário

Justin Bieber completa 23 anos nesta quarta-feira. Para comemorar o aniversário do ídolo teen, os fãs que acampam no Allianz Parque compraram um bolo de chocolate, com direito a vela e tudo, e cantaram parabéns para o canadense à 0h56, horário em que, segundo eles, Justin teria nascido. "A gente ficou cantando a noite toda para ele. São 23 anos muito bem vividos. Ele, mais do que qualquer pessoa, merece isso. O Justin é lindo. Sabemos tudo sobre ele", relata.

Envie seu comentário

Comentários (0)