Curitiba

Anitta critica proposta que quer criminalizar o funk no Brasil

'Achei que tivesse coisa mais séria para se preocupar do que com um ritmo musical que muda a vida de milhares', disparou Anitta, em seu perfil no Twitter

Em seu perfil no Twitter, Anitta foi enfática ao criticar o argumento: 'Tá tudo ok com o Brasil já?' (Foto: Reprodução Instagram)

Na última sexta-feira (9), a cantora Anitta utilizou o Twitter para expressar sua indignação em relação à proposta, enviada ao Senado Federal, que visa criminalizar o funk no Brasil.

Há pouco mais de duas semanas, o empresário paulista Marcelo Alonso, autor da ideia, encaminhou à CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) 20 mil assinaturas favoráveis ao projeto. No texto, ele diz que "os chamados bailes de 'pancadões' são somente um recrutamento organizado nas redes sociais por e para atender criminosos, estupradores e pedófilos a prática de crime contra a criança e o menor adolescentes ao uso, venda e consumo de álcool e drogas, agenciamento, orgia e exploração sexual, estupro e sexo grupal entre crianças e adolescente, pornografia, pedofilia, arruaça, sequestro, roubo e etc.".

Em seu perfil, Anitta foi enfática ao criticar o argumento. "Tá tudo ok com o Brasil já? Achei que tivesse coisa mais séria para se preocupar do que com um ritmo musical que muda a vida de milhares. O funk gera trabalho, gera renda pra tanta gente. Uma visitinha nas áreas menos nobres do nosso país e vocês descobririam isso rápido", publicou a funkeira.

Anitta ainda aproveitou o espaço para ironizar. "Traduzirão as músicas de outros idiomas para proibir as que não têm mensagens que agradam aos cultos ou é só uma discriminação direcionada?" E também mandou recado: "Não mexe com quem quieto. Ou melhor, não mexe com quem se virando pra ganhar a vida honestamente diante de tanta desigualdade".

Veja também
Iggy Azalea e Anitta apresentam ‘Switch’ no Jimmy Fallon; assista!

Envie seu comentário

Comentários (0)

NX Zero anuncia pausa por tempo indeterminado

A ideia do grupo é tirar um 'período sabático' para focar em projetos pessoais

'Vai ser saudável, para depois voltarmos renovados, com projeto de disco novo', disse Di Ferrero, durante o anúncio (Foto: Reprodução Facebook)

Agora é oficial. Em participação no programa 'Altas Horas', de Serginho Groismann, na noite do último sábado (10), o NX Zero confirmou que vai dar uma pausa na carreira, após 16 anos. A ideia dos integrantes é tirar um "período sabático" para se concentrar em projetos pessoais.

"Vou falar em nome da banda. O NX, agora em dezembro, vai cumprir todos os compromissos e, depois, vamos tirar um período sabático, por tempo indeterminado, para a gente se dedicar a outras coisas. Tudo numa boa. Vai ser saudável, para depois voltarmos renovados, com projeto de disco novo", comunicou o vocalista Di Ferrero.

Na quarta-feira (7), o grupo esteve no jornal 'O Estado de S. Paulo" para falar sobre a gravação do novo DVD, que ocorre esta semana em São Paulo. Na ocasião, os integrantes chegaram a dizer que o fim da banda não passava de especulação nas redes sociais. "Boato, claro, mas acho que é normal dar um tempo. Isso é saudável para qualquer grupo. Já fizemos isso antes e foi algo bom para a gente." O último álbum de estúdio da banda foi "Norte", lançado há dois anos.

Veja também 
Dinho Ouro Preto sobre regravações do Capital: 'Só o que a gente gosta'

Envie seu comentário

Comentários (0)

Iggy Azalea vem ao Brasil para promover 'Switch'