Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Kickboxing

Tricampeã paranaense arrecada dinheiro para representar o Brasil

A atleta precisa juntar o suficiente para participar de duas das mais importantes competições da categoria no exterior; saiba como ajudar

Autor: Redação RIC Mais
Tricampeã paranaense de Kickboxing faz vaquinha para participar de campeonatos.  (Foto: Divulgação)
Tricampeã paranaense de Kickboxing faz vaquinha para participar de campeonatos. (Foto: Divulgação)

Natália Meneguelli, 20 anos, tricampeã paranaense de Kickboxing, foi convidada para representar o Brasil em dois dos maiores eventos da categoria no mundo: o Us Open, em Orlando, nos EUA, e o Torneio Mundial que será realizado em Quito, no Equador. No entanto, a jovem atleta esbarra em um problema bem comum no esporte nacional, a falta de patrocínio para participar das competições. Para driblar a adversidade, a solução foi uma fazer uma vaquinha online e um rifa.

Natália, que vive em Sarandi, no norte do Paraná, divide o seu tempo entre o estudos de Educação Física, aulas de Kickboxing e Muay thai que ministra em sua academia de artes marciais e aulas como personal trainer. “Eu dou aula de segunda, quarta e sexta. Nas terças e quintas eu me dedico aos meus treinamentos, aos meus estudos e trabalho também como personal. E no final de semana eu treino também”. Mas mesmo com todo esse trabalho, ela não tem como custear sozinha a participação nos campeonatos.

A vida de Natália gira em torno das artes marciais. (Foto: Reprodução/Instagram)

Segundo a lutadora, os custos para participar somente do Us Open, que acontecerá entre 04 e 06 de julho, foram estimados em R$ 10.794,00 e a ideia da vaquinha e das rifas surgiu como uma forma de realizar o sonho de representar o Brasil nas competições. O Torneio Mundial será em novembro.  “Com todas essas ações que eu estou fazendo, se o valor que eu arrecadar foi superior, aí, eu vou guardar para usar na próxima viagem. Senão, começa tudo de novo, atrás de patrocínio e atrás de formas de arrecadar dinheiro”, explicou. 

Amor pelas artes marciais

Natália começou a praticar artes marciais aos 9 anos de idade e aos 17 já era faixa preta de Kickboxing. Além de ser tricampeã paranaense, ela também ostenta vários outros títulos como tetracampeã regional, cinturão paranaense oficial GP da ISKA (International Sport Kickboxing Association) categoria 60kg e cinturão norte paranaense categoria 58kg do MFC (Maringá Fight Combat).

Conforme a jovem, todo esse amor pelas artes marciais está no sangue e veio do incentivo do pai que também já foi professor. “Ele também costumava ser professor de Kickboxing.  Ele é faixa preta de Kickboxing, faixa preta de Kung Fu, Prajied Preto e Muay thai e estrela dourada de Sanda”, contou Natália. 

Como ajudar

Para ajudar é possível doar qualquer quantia na Vaquinha Online ou adquirir uma das rifas que a atleta está vendendo. Para entrar em contato, o telefone da Natália é (44) 99806-5751 e você pode acompanhar a arrecadação pelo Instagram ou Facebook

 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 4,9

  • Comentário via facebook