Curitiba

Sentença de Marin é marcada para 4 de abril; pena pode ser de 120 anos

Ex-presidente da CBF está num presídio em Nova York desde 22 de dezembro

O ex-preisdente da CBF, José Maria Marin, pode ser condenado até 120 anos de prisão Buda Mendes/Getty Images - 12.2.2015

*Por Agência Estado, via R7

A juíza Pamela Chen, da Corte do Brooklin, marcou para 4 de abril a divulgação da sentença de José Maria Marin. O ex-presidente da CBF foi condenado por crimes como fraude financeira, lavagem de dinheiro e organização criminosa e está preso desde 22 de dezembro no Centro Metropolitano de Detenção, também no distrito do Brooklin, em Nova York, nos Estados Unidos.

José Maria Marin pode ser condenado a até 120 anos de prisão. Mas em função de sua idade avançada, a pena deverá ser menor. A própria juíza Pamela Chen, ao final do julgamento que durou cerca de seis semanas, disse que pelos seus cálculos ele ficará no mínimo 10 anos na cadeia.

O ex-presidente da CBF foi considerado culpado na última sessão da Corte antes do Natal. Ele foi acusado de sete crimes: conspiração para recebimento de dinheiro ilícito, conspiração para fraude relativa à Libertadores, conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa Libertadores, conspiração para fraude relativa à Copa do Brasil, conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa do Brasil, conspiração para fraude relativa à Copa América e conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa América. Ele só foi inocentado da acusação de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil.

José Maria Marin é acusado ainda de ter recebido US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 21,6 milhões na cotação atual) desde que assumiu o comando da entidade, em 2012.

Leia mais:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Equipes paranaenses avançam para a próxima fase da Copa São Paulo

Os quatro times do Paraná que disputam a Copinha avançam para segunda fase da competição

Times do Paraná seguem na Copinha (Foto: Wikipedia)

Jogando pelo grupo 2, a equipe do Atlético se classificou e ficou na segunda colocação, com duas vitórias e uma derrota, somando seis pontos dos nove em disputa na primeira fase. A garotada do Furacão volta à campo nesta quinta-feira, 11/01, em Fernandópolis, às 16 horas e enfrenta a equipe do Guarani, que se classificou em primeiro lugar, jogando pelo grupo 1.

Já o Coritiba, terminou a fase de grupos em primeiro lugar, após empatar com o Elosport-SP e somar cinco pontos na competição. Foram dois empates e uma vitória, garantindo que a equipe pudesse avançar para a segunda fase. Agora, o Coxa enfrenta a equipe do Aimoré, em Capão Bonito, sexta-feira (12), às 16 horas.

A equipe do Londrina, que é a única do interior do Estado na competição, fechou a fase inicial vencendo os três jogos. O time já soma nove pontos e está na primeira colocação do grupo 14. O Tubarão enfrentará a equipe do Capivariano na cidade de Capivari, também nesta quinta-feira, às 16 horas.

O Paraná Clube, atual campeão paranaense da categoria até 20 anos, somou 5 dos 9 pontos em disputa, com uma vitória e dois empates e garantiu o primeiro lugar do grupo 11. O Tricolor também entrará em campo nesta quinta-feira, dia 11, às 16 horas, na cidade Cravinhos, onde enfrenta a equipe do Batatais-SP.

A competição, que teve participação inicial de 128 times, segue para a fase eliminatória com 64 clubes. O grande favorito à conquista é o atual campeão Corinthians, mas, pelo futebol apresentado até aqui pelas equipes, a competição promete grandes surpresas e muita emoção do início ao fim de cada jogo.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Novo técnico do Atlético é Fernando Diniz

O treinador estava no Guarani, de Campinas, e deve se apresentar no CT do Caju ainda nesta semana

Fernando Diniz foi vice-campeão paulista em 2016 pelo Audax (Foto: Divulgação/Audax)

 

O Atlético Paranaense acertou a contratação de Fernando Diniz para comando da equipe. O treinador estava no Guarani, de Campinas, e deve se apresentar no CT do Caju ainda nesta semana.

Diniz é plano B para o lugar do holandês Clarence Seedorf, que é cotado para assumir a posição de manager no Furacão e comandar uma equipe multidisciplinar. 

Fernando Diniz acumula passagens pelo Paraná Clube e foi reconhecido pelo trabalho realizado no Audax, quando foi vice-campeão paulista em 2016. O técnico tinha recém chegado ao bugre campineiro, e inclusive participado da montagem do elenco que disputará a segunda divisão do campeonato paulista.

Em nota, o clube se manifestou sobre a decisão do treinador em optar por um time da Série A. “O Guarani foi pego de surpresa, respeitamos a decisão e já estamos nos reunindo para buscar uma melhor solução técnica”, diz, na nota, o presidente Palmeron Mendes Filho.

Leia também:

 

Envie seu comentário

Comentários (0)