Curitiba

Coritiba empata com Fluminense e fica 3 pontos fora do rebaixamento

Coritiba perdia por 2 a 1 mas conseguiu reagir e empatar no Maracanã

Próximo jogo do Coxa é contra a Ponte Preta, no Couto Pereira (Foto: Departamento de Comunicação CFC)

O Fluminense chegou a ensaiar uma virada na noite desta quinta-feira (9), no Maracanã, mas deixou o Coritiba empatar: 2 a 2. O resultado na 33ª rodada está longe do ideal para equipes que ainda não se livraram completamente da ameaça de rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

Classificação e jogos

Com o resultado, o Tricolor alcançou a 12ª colocação, com 43 pontos, quatro a mais que o Coxa, na 15ª posição. Na próxima rodada, o Fluminense pega o Cruzeiro no Mineirão; também no domingo (12), o Coritiba enfrenta a Ponte Preta, no Couto Pereira.

Agora, o Coritiba tem 39 pontos, três a mais que o Sport, já na zona de rebaixamento. Faltam cinco jogos para o final do campeonato.

As duas equipes começaram a partida em ritmo lento. Tanto que o primeiro gol saiu só aos 43 minutos, com o zagueiro Werley. No início segundo tempo, o também zagueiro Cléber Reis fez contra e, sem querer, começou o que seria a virada do Flu. Dois minutos depois, Henrique Dourado marcou seu 17º gol na competição.

O mesmo Cléber Reis, no entanto, tratou de se redimir da falha e garantiu o empate para os visitantes ao 24 minutos do segundo tempo. O gol acabou com as pretensões do Fluminense e pôs os 9.597 pagantes contra o próprio time.

Ficha Técnica

Fluminense 2 X 2 Coritiba
Local: Maracanã - Rio de Janeiro - RJ

Coritiba: Wilson, Léo, Werley, Cleber Reis, Thiago Carleto, Jonas, Alan Santos, Tiago Real (Dodô), Yan Sasse (Getterson), Rildo (Kleber) e Henrique Almeida 
Técnico: Marcelo Oliveira 
Banco: Rafael Martins, Dodô, William Matheus, Márcio, Edinho, Matheus Galdezani, Daniel, Getterson, Kleber, Keirrison e Filigrana

Fluminense: Diego Cavalieri, Lucas (Matheus Alessandro), Renato Chaves , Henrique , Marlon, Mateus Norton (Wendel ), Douglas , Gustavo Scarpa , Sornoza , Marcos Junior (Wellington Silva ) e Henrique Dourado 
Técnico: Abel Braga 
Banco: Julio Cesar , Wellington Silva , Orejuela , Romarinho , Marlon Freitas , Matheus Alessandro, Pedro, Luquinhas , Wendel , Reginaldo e Diogo

Gols:
Werley (Coritiba) - aos 43 minuto(s) do 1º Tempo 
Cleber Reis (Coritiba), Contra - aos 9 minuto(s) do 2º Tempo 
Henrique Dourado (Fluminense) - aos 11 minuto(s) do 2º Tempo 
Cleber Reis (Coritiba) - aos 24 minuto(s) do 2º Tempo 

Cartões:
Amarelos: Henrique Dourado (Fluminense)Rildo (Coritiba), Tiago Real (Coritiba), Matheus Galdezani (Coritiba), Getterson (Coritiba) 
Vermelhos: Não houve

Público Pagante: 9.597
Público Total: 10.908

Renda: R$ 195.785,00

Envie seu comentário

Comentários (0)

Ainda tem vaga pro Atlético na Libertadores?

Atlético-PR tropeça em casa e se distancia momentaneamente das vagas para a Copa Libertadores

Frente ao líder Corinthians, o Atlético jogou muito bem o primeiro tempo. Mas, após o intervalo, o Corinthians no seu único ataque na segunda etapa marcou um gol (Miguel Lopcateli/ Divulgação)

*Por Marcelo Batata

O Campeonato Brasileiro de 2017 chega à sua reta final com uma incrível conjuntura em que os clubes disputantes podem ter à sua disposição mais possibilidades de vagas para a Libertadores de 2018.

Do antigo G4, grupo de 4 times que tem o acesso à Libertadores, passamos recentemente para  G6.

Após o título da Copa do Brasil do Cruzeiro, já temos G7, pois o Cruzeiro hoje é o quinto colocado e abre nova vaga para mais um clube brasileiro.

Se Flamengo (nas semifinais da Sul-Americana) e Grêmio (na final da Libertadores) ganharem estas competições internacionais, teremos G9.

E dentro deste contexto, o Furacão é um dos postulantes a uma das vagas e vive, tanto nas atuações, como na sua colocação no Campeonato, uma montanha russa. Por vezes, perto da zona de rebaixamento, e, em outras, próximo à zona de classificação da Libertadores.

Nessa quarta-feira, frente ao líder Corinthians e separado por 5 pontos do G7 e por 1 ponto do G9, o Furacão jogou muito bem o primeiro tempo, com muito ímpeto e boas trocas de passes e viradas de jogo no meio-campo, pressionando o visitante e tendo as melhores chances da primeira etapa, inclusive perdendo uma penalidade com Nikão.

Já no segundo tempo, o Atlético seguiu pressionando o Corinthians, alçando muitas bolas na área e comprovando o que de mais forte tem o time paulista: a sólida defesa. Mas, aos 32 minutos do primeiro tempo, veio o castigo, e como o futebol não tem justiça, o Corinthians no seu único ataque na segunda etapa marcou através de Giovani Augusto, num cruzamento diagonal que virou gol.

Restam agora cinco rodadas para que o Furacão faça uma boa arrancada final para ainda ter alguma chance de vaga na Libertadores e possa finalizar o ano de forma positiva e com perspectiva de reforçar seu time para importantes competições para 2018. 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Números: Atlético leva a pior contra o Corinthians na Arena da Baixada

Timão já venceu seis jogos em Campeonatos Brasileiros na casa do rival

Furacão vem de derrota para o Cruzeiro e precisa vencer para buscar a Libertadores (Foto: Miguel Locatelli / Atlético Paranaense)

Após vitória no clássico paulista, o Corinthians visita nesta quarta-feira (8) o Atlético-PR, na Arena da Baixada, motivado para conquista do título do Campeonato Brasileiro. O time do Parque São Jorge vinha de uma sequência de três derrotas e um empate em quatro jogos e agora conta com retrospecto positivo diante do adversário.

Corinthians e Atlético-PR se enfrentaram 42 vezes no Brasileirão. Até o momento, foram 13 vitórias para os alvinegros, 13 para o Furacão e 16 empates. Mas a igualdade fica somente aí, já que das 13 vitórias corintianas, seis foram na casa do rival. 

Os paulistas também são donos da maior goleada. Em 23 de abril de 2004, o time de Itaquera aplicou 5 a 0, no Campeonato Brasileiro. Apesar disso, na competição nacional o rubro-negro marcou mais gols. São 60 tentos, contra 53 do Timão.

O alvinegro é líder do Brasileirão com 62 pontos, seis a mais que o segundo colocado Santos. Já o time de Curitiba é apenas o 11º colocado com 42 pontos.
 
O Furacão vem de derrota para o Cruzeiro, fora de casa, por 1 a 0.
 
Confira a tabela completa do Brasileirão.

Envie seu comentário

Comentários (0)