Curitiba

Atlético-PR aposta em motivação extra para surpreender o líder Corinthians

O time paranaense joga pela 14.ª rodada da Série A hoje, às 19h, no Itaquerão

Furacão tem neste sábado a difícil missão de se reabilitar diante do líder (Foto: Marco Oliveira, site oficial Atlético Paranaense)

Derrotado em casa na última quarta-feira pelo Cruzeiro por 2 a 0, o Atlético Paranaense tem neste sábado a difícil missão de se reabilitar diante do líder Corinthians, às 19 horas, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apenas na 14.ª posição, com 15 pontos, 20 a menos do que o Corinthians, o Atlético Paranaense encara o difícil jogo como uma grande chance de reação. Afinal, segundo garantiu o técnico Fabiano Soares, enfrentar o líder sempre traz um componente a mais de motivação.

"Jogar no Atlético é motivante. Jogar contra o Corinthians, em um estádio cheio, é motivante", comentou o novo treinador do Atlético Paranaense, que pela primeira vez comandará o time do banco de reservas. "O treinador só tem que motivar os jogadores a fazer o que ele quer, a colocar em prática as ideias que o treinador tem".

Outro fator que pode contribuir à reação atleticana é o retorno do zagueiro Paulo André, do meia argentino Lucho González e do atacante Douglas Coutinho, poupados na derrota para o Cruzeiro, e de Pablo, dispensado do jogo por problemas pessoais. Recuperado de contusão, Felipe Gedoz também pode ficar como opção no banco de reservas. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Thiago Heleno é um dos poucos desfalques confirmados.

Leia também
Na série B, Londrina vence ABC em casa e chega mais perto do G4
Paraná Clube perde para o Vila Nova e estaciona em 17 pontos

Envie seu comentário

Comentários (0)

Suspeita de homofobia faz Paysandu ser denunciado pelo STJD

Uma torcida organizada do Paysandu aboliu o grito de 'bicha' e passou a estender a bandeira do orgulho gay na arquibancada; outra organizada do clube não gostou

Caso de homofobia ocorreu durante uma briga de torcida após jogo entre Paysandu e Luverdense. (Foto: Divulgação)

O futebol deu nesta sexta-feira um passo importante na luta contra o preconceito no esporte. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgará o Paysandu na próxima quarta-feira, às 15 horas, por desordem e discriminação após o empate por 1 a 1 com o Luverdense, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Além do time, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima pode ser afastado dos gramados por não relatar o fato na súmula da partida.

A Procuradoria precisou de imagens da TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará, para abrir o processo. De acordo com a acusação, integrantes da torcida organizada do Paysandu Terror Bicolor agrediram membros de outra organizada, a Banda Alma Celeste, em forma de represália pelo recentemente posicionamento em prol dos movimentos igualitários. Em maio, a Banda Alma Celeste aboliu o grito de "bicha" e passou a estender a bandeira do Orgulho Gay na arquibancada.

O Paysandu foi enquadrado no artigo 213, inciso I, parágrafo 1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por não garantir a prevenção ou repressão das desordens. Para a Procuradoria "restou evidente, que o tumulto, a desordem, a briga generalizada, trouxerem riscos a integridade física de torcedores em geral, inclusive verdadeiros torcedores e que nada tem a ver com as práticas delituosas constatadas". 

Pelas desordens, o clube pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil e punido com perda de até 10 mandos de campo. Ainda há o agravante do Artigo 243-G, que abrange ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência, o que soma a multa entre R$ 100 ou R$ 100 mil. 

INÉDITO - O Paysandu é o primeiro clube denunciado por discriminação homofóbica no Brasil. Em 2014 um inquérito foi aberto no STJD para investigar supostas ofensas cometidas entre Corinthians e São Paulo, mas o caso acabou arquivado. No clube paraense o departamento jurídico garante que tomou todas as providências durante a partida, mas a confusão aconteceu 15 minutos após o encerramento do jogo e que não tem como afirmar se houve um ato de homofobia.

Há uma semana, o então presidente do Paysandu, Sérgio Serra, entregou sua carta de renúncia ao conselho pois, de acordo com ele, foi agredido por dois homens armados e teve sua família ameaçada por membros de torcida organizada. Reflexo: nove jogos sem vencer, com apenas 14 pontos e brigando contra a zona de rebaixamento.

Leia mais
Laudo confirma que corpo queimado é de rapaz gay morto pela mãe

Envie seu comentário

Comentários (0)

Grêmio vence o Flamengo em noite marcada por vitórias dos visitantes

Confira os destaque dos jogos dessa quinta-feira (13), com Marcelo Batata, o novo colunista esportivo do Portal RIC Mais

No Rio de Janeiro, o Grêmio venceu o Flamengo pelo placar de 1 a 0 (Foto: Reprodução/gremio.net)

*Por Marcelo Batata

Vitória maiúscula - no acanhado estádio Luso-Brasileiro, onde até então o Flamengo estava invicto no Campeonato Brasileiro, o Grêmio obteve uma excelente vitória na noite desta quinta-feira. Diante de um impetuoso Flamengo, o Grêmio aproveitou uma das únicas oportunidades claras da partida e, em gol de Luan, recolocou-se novamente na segunda posição do campeonato; agora dez pontos distantes do invicto Corinthians. Em uma partida muito difícil, o tricolor gaúcho soube sofrer e aguentar a pressão da torcida no pequeno estádio da Ilha do Governador. O time comandado por Renato Portaluppi mostrou nesta partida uma faceta diferente das partidas anteriores, sendo um Grêmio mais charrua, mais copeiro, aguentando a forte pressão imposta pelo time carioca.

Jogo da rodada - o clássico Palmeiras e Corinthians era o grande jogo e o mais esperado desta rodada, com interesse de muitos times à espera de um tropeço do time comandado por Carille. Mas não foi desta vez que o timão foi derrotado. Em uma atuação cirúrgica e com grande destaque ao excelente lateral Guilherme Arana, o Coringão venceu e tirou a invencibilidade do Palmeiras, que não perdia no Allianz Parque desde julho de 2016. O Corinthians faz uma campanha inacreditável, com 90% de aproveitamento e uma eficiência até hoje não vista no campeonato de pontos corridos,passados cerca de um terço do campeonato.

Festa dos visitantes - a décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro foi atípica em relação ao número de vitória dos visitantes. Das 20 partidas da rodada, foram 8 vitórias dos visitantes, 1 empate indigesto do São Paulo contra o Atlético Goianiense e somente o Sport Recife de Luxemburgo confirmou vitória em casa, diante da Chapecoense. Aliás, os números acumulados até o momento no campeonato, mostram um volume acima da média de vitória dos visitantes.

Envie seu comentário

Comentários (0)