Curitiba

Modelo brasileira é a primeira transgênero a ser capa da Vogue Paris

Filha de pescador e professora, Valentina tem 21 anos e começou a carreira de modelo aos 16 anos

Foto: Instagram

Fotos: Instagram

Fotos: Instagram
Foto: Instagram
Fotos: Instagram

A modelo brasileira Valentina Sampaio é a primeira transgênero a ser capa da "Vogue" de Paris. A cearense é o destaque da edição de março e foi fotografada por Mert Alas e Marcus Pigot, em Londres. "Este mês, estamos orgulhosos de celebrar a beleza transgênero com modelos como Valentina Sampaio, que está posando para sua primeira capa da Vogue. Estamos mudando a cara da moda e desconstruindo o preconceito", anunciou editora chefe da Vogue Paris, Emmanuelle Alt.

"Tão orgulhosa e muito feliz!", comemorou a modelo em postagem no Instagram. O fotógrafo Mert Alas também usou a rede social para falar sobre a capa: "Tão orgulhoso de fotografar a primeira capa da revista Vogue com uma modelo transgênero! Trata-se de quebrar regras e tentar iluminar algumas mentes obscuras", comentou.

Valentina, 21 anos, foi um dos destaques da última edição da São Paulo Fashion Week (SPFW) e é uma aposta da agência Joy Model. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo durante a semana de moda paulista, a modelo disse que o rótulo de transgênero é importante para enfrentar o preconceito. "É um momento em que estamos tendo essa visibilidade e precisamos falar disso agora para que no futuro isso não seja mais necessário. Espero que um dia não existam mais esses rótulos, pois todos nós somos seres humanos e exigimos respeito", afirmou.

Valentina que tem 1,77m de altura, começou a carreira de modelo aos 16 anos de idade, nasceu em Aquiraz, litoral do Ceará, e é filha de um pescador e uma professora. Em 2016, ela se tornou a primeira transexual a representar a L’Oréal Paris no Brasil.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Fiorella Mattheis ganha buquê gigante de Pato em seu aniversário

A loira fez um agradecimento geral à família, ao amigos e ao seu "amor" nas redes sociais; Já o marido se derreteu em sua postagem

Foto: Reprodução/Instagram

Nesta sexta-feira (10), a atriz Fiorella Mattheis comemora 29 anos. De presente, ela ganhou um buquê de rosas gigante do marido, Pato. "Obrigada meu Deus por tantas bênçãos e oportunidade de viver essa vida com saúde, alegria e muito AMOR", agradeceu a atriz em foto publicada no Instagram.

"Só tenho a agradecer a minha família que me ampara, meus amigos que me fazem sorrir e meu amor que me enche de sonhos". O jogador de futebol também postou uma foto para comemorar o aniversário da mulher.

"Me diga como não apaixonar por este sorriso, este jeito tão doce? Como não lembrar desse beijo? Como não acordar pensando em você e em como você se encaixa direitinho no meu coração?", escreveu Pato. "Sou abençoado de poder ter você na minha vida!"

Envie seu comentário

Comentários (0)

Mulheres com silicone dominam sambódromos no Carnaval

Especialista diz que implantes de silicone são cada vez mais utilizados por conta da evolução das próteses e naturalidade do resultado

Tânia Oliveira (Foto: Eduardo Graboski)

Dani Bolina (Foto: Divulgação)

Dani Bolina (Foto: Divulgação)
Tânia Oliveira (Foto: Eduardo Graboski)
Tati Minerato (Foto: Ag News)

Muitas rainhas e madrinhas de bateria das agremiações de São Paulo estão com as comissões de frente turbinadas. As belas que arrancam suspiros antes e durante os desfiles das escolas de samba usam implantes de silicone nas mamas. Umas são mais discretas, outras nem tanto. 

No hall das mais modestas está Dani Bolina, Madrinha de Bateria da Vila Maria. A ex-panicat trocou recentemente seus implantes e optou por um tamanho menor. "Meus primeiros implantes eram maiores, de 350 ml. Como desejava mamas mais naturais e menores troquei em 2016 por implantes de 225 ml que se adaptam ao meu biotipo", revela a bela.

Já Tânia Oliveira, Madrinha de Bateria da Dragões da Real, tem uma comissão bem generosa. "São 385 ml em cada mama. Eu era reta e quando coloquei meus implantes, eu quis um implante poderoso. Meus peitos são grandes, mas ficaram naturais", comenta a capa da playboy de fevereiro de 2006 e também ex-panicat. Camila Silva, a deslumbrante Rainha de Bateria da Vai-Vai, também gosta de volume e assim como seus ritmistas tem uma comissão nota 10. A beldade usa implantes de 400 ml.

Quando o assunto é abundância, a Rainha de Bateria da Gaviões da Fiel, Tati Minerato, é a campeã. Adepta do silicone desde 2006, quando colocou um implante de 300 ml, Tati trocou os implantes em 2010, optando por uma prótese de 450 ml.

De acordo com o cirurgião plástico Marcelo Olivan, os implantes de silicone são cada vez mais utilizados, pois por conta da evolução das próteses, as mamas estão cada vez mais alinhadas ao biotipo da mulher. "Hoje o silicone proporciona uma maior naturalidade e é justamente esse aspecto que as mulheres mais desejam", completa o médico.

De acordo com a maior fabricante de implantes de silicone da América Latina, a Silimed, o implante mais vendido no Brasil no ano passado foi o modelo redondo de poliuretano de volume 330 ml. Em segundo lugar ficou o implante cônico de 275 ml.

Leia mais:

Abram alas para o desfile de corpos sarados no Carnaval

Pesquisa aponta ligação entre silicone e câncer de mama

Envie seu comentário

Comentários (0)