Curitiba

Ex de Victor Chaves sai de casa e vai morar em Campinas

Após boatos de agressão, casal foi se distanciando

Victor Chaves Poliana Bagatini. Foto: Reprodução/Instagram.

*Do R7

Poliana Bagatini, ex de Victor Chaves, teria saído de casa para viver com os filhos em Campinas, interior de São Paulo. De acordo com um parente ouvido pela coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, ela teria deixado Belo Horizonte logo após decidir se separar do músico. "Mas o assunto separação é quase proibido na família", disse um primo dela, que não foi identificado.

Além disso, Poliana deletou as redes sociais após publicar uma foto da filha mais velha que tem com o sertanejo. "O Victor não gostou nada daquela exposição, e Poliana foi obrigada a apagar seus perfis outra vez", conta uma fonte: "A mãe dela não saiu da internet, mas teve que trancar tudo a pedido dele", completou.

Desde que foi acusado de agredir a mulher, o relacionamento dos dois está estremecido. Leo entregou durante um show em São Paulo que o irmão não estaria mais casado.

Leia mais:

Victor Chaves retirou a mulher do elevador durante briga, conta advogado do cantor

Victor Chaves fala após indiciamento: "Se cometi um ato grave, vou responder por isso"

Envie seu comentário

Comentários (0)

Simaria e Thaeme causam tumulto em loja de São Paulo

As duas cantoras foram até a loja para o lançamento de uma nova coleção

As duas cantoras deram trabalho para os seguranças. Foto: Reprodução/Instagram.

As cantoras Simaria, da dupla com Simone, e Thaeme, parceira de Thiago, levaram um mar de gente para a vitrine de uma loja do Bom Retiro, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (22). O bairro, especializado no comércio atacadista de roupas, parou para acompanhar a chegada da artista, que estava com um look pra lá de sensual, curtinho, com decotão e botas de cano longo.

As duas causaram um enorme alvoroço já na rua. Simaria chegou toda sexy e foi o principal motivo da gritaria. Veja como foi.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Socialite que promete doação de R$ 500 mil a Lula não paga condomínio

Dívida em prédio já estaria em mais de R$ 200 mil

Roberta Luchsinger mora em um bairro nobre de São Paulo. Foto: Reprodução/Facebook.

*Do R7

A socialite Roberta Luchsinger, de 32 anos, neta de um ex-acionista do banco Credit Suisse, que prometeu doar R$ 500 mil ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não paga o condomínio do apartamento onde mora, em um bairro nobre de São Paulo, desde dezembro de 2014.

Segundo a advogada que defende os interesses do prédio, a dívida já estaria em R$ 232 mil. "Ela não constituiu advogado para esse processo, que correu à revelia. Nós já estamos na fase de avaliação pericial. O apartamento deve ir a leilão em breve", disse a advogada Ana Beatriz Cardoso de Souza.

O edifício, localizado em Higienópolis, tem um apartamento em cada um dos 11 andares. Os outros moradores estariam "loucos da vida" com a notícia da suposta doação ao ex-presidente — já que o não pagamento da dívida tem recaído sobre eles.

Procurada pela reportagem, Roberta, que é filiada ao PC do B e pretende se candidatar a deputada estadual, disse que estava em um jantar e não poderia falar. No Twitter e no Facebook, ela escreveu que poderia "dobrar a doação" ao ex-presidente. A reação de Roberta nas redes sociais foi em relação à reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, que mostrou que ela já havia sido intimada a pagar uma dívida de R$ 62 mil com uma loja de decoração antes de fazer qualquer tipo de doação.

O advogado da NP Decorações, Humberto Carlos Barbosa, afirmou que Roberta não aceitou negociar a dívida com a loja, que existiria desde 2013. Segundo ele, seu cliente foi pego de surpresa com a notícia da "doação".

Ainda nas redes sociais, Roberta escreveu: "É incrível como o Judiciário, em qualquer instância, se transformou em um instrumento de luta política contra Lula e todos que o apoiam!". Em outro post, ela afirmou: "A partir de agora, baseado na decisão do juiz que quer me impedir de doar para o Lula, confirmando assim a perseguição contra o presidente, deveria ser proibida qualquer doação, seja a quem fosse. A começar pelas empresas que doam ao Doria, por exemplo, será que estão todas ok? Será que esse juiz não gostaria de pegar e fazer essa análise?!! Juristas de plantão, o que pode ser feito? Se não pode para um, não pode para outro...".

O advogado de Roberta, Paulo Guilherme Lopes, disse "não estar a par sobre as dívidas de condomínio de sua cliente". Em relação à dívida da socialite com a loja de decoração, afirmou que o juiz teria feito apenas "um alerta para a não disposição de bens no caso de existir alguma dívida pendente".

O caso

Ao jornal Folha de S.Paulo, Roberta declarou que doaria ao ex-presidente Lula um cheque de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 93 mil) dado pelo avô Peter Paul Arnold Luchsinger, um ex-acionista do banco Credit Suisse.

A doação também incluiria um relógio Rolex, um anel de diamantes, bolsa e vestido de grifes famosas. No total, a colaboração de Roberta ao ex-presidente estaria avaliada em cerca de R$ 500 mil. A doação seria feita para ajudar o petista, que teve dinheiro e bens bloqueados pelo juiz federal Sérgio Moro.

Roberta foi casada com o ex-delegado da Polícia Federal e ex-deputado federal pelo PC do B Protógenes Queiroz, que vive na Suíça depois de ter sido condenado por violação de sigilo na Satiagraha, operação da Polícia Federal contra corrupção e lavagem de dinheiro.

Envie seu comentário

Comentários (0)