Curitiba

No mês da mulher, exposição fotográfica valoriza parto humanizado

Expostas ao público a partir de quarta (22), imagens enaltecem a emoção das parturientes

A exposição conta com 22 imagens que enfatizam a emoção do parto humanizado (Foto: Luciana Zenti, Divulgação)

A exposição conta com 22 imagens que enfatizam a emoção do parto humanizado (Foto: Luciana Zenti, Divulgação)

A exposição conta com 22 imagens que enfatizam a emoção do parto humanizado (Foto: Luciana Zenti, Divulgação)
A exposição conta com 22 imagens que enfatizam a emoção do parto humanizado (Foto: Luciana Zenti, Divulgação)
A exposição conta com 22 imagens que enfatizam a emoção do parto humanizado (Foto: Luciana Zenti, Divulgação)

A fotógrafa e jornalista Luciana Zenti abre neste dia 22/3 a exposição Parto Delas, que apresenta seu trabalho de fotografia documental em maternidades públicas. A mostra faz parte da programação da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná para o Mês da Mulher.

Ao todo, 22 imagens retratam de forma poética e sensível a emoção de mulheres que passaram por partos humanizados na Maternidade Bairro Novo, em Curitiba, que atende pelo SUS. Todo o universo do parto foi registrado, desde as dores e contrações, até o momento do nascimento e os primeiros contatos da família com o bebê. As fotos possibilitam reconstruir histórias de vida cuja essência é o protagonismo e a força feminina.

Por meio de imagens delicadas, a fotógrafa procura mostrar que o parto é um momento sublime e que mulheres atendidas com respeito podem ter um ótima experiência ao dar à luz. O projeto Parto Delas tem também um compromisso social: contribuir para fortalecer o parto humanizado no SUS por meio de imagens que valorizem iniciativas que deram certo na rede pública de saúde.

Recentemente a fotógrafa recebeu um importante reconhecimento internacional. Ela foi uma das vencedoras do concurso Elevate Image Competition, realizado nos Estados Unidos. Luciana recebeu uma medalha de ouro na categoria Trabalho de Parto e uma distinção pela qualidade da foto. O registro de parto já é bastante popular no exterior e, no Brasil, tem ganhado cada vez mais espaço. Luciana faz parte de um seleto grupo de fotógrafas no Brasil que se especializaram na área.

Exposição Parto Delas
Quando: abertura quarta-feira, 22 de março, às 19h30; a exposição vai até 14 de maio
Quanto: Gratuito
Onde: Museu da Imagem e do Som do Paraná (Rua Barão do Rio Branco, 395)
Horário: De terça a sexta, das 9h às 12h30 e das 13h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h
Mais informações pelo telefone (41) 3232-9113 ou pelo site do MIS

Envie seu comentário

Comentários (0)

Curitiba terá roda-gigante de mais de 30 metros de altura

A estrutura ficará no estacionamento do Park-Shopping Barigui, a partir desta quinta (15), com ingressos a R$ 20

Roda-gigante será montada para comemorar os 324 anos de Curitiba (Foto Ilustrativa, Pixabay)

Curitiba, neste mês de março, comemora 324 anos. E, para celebrar a data, o Park Shopping Barigui entrega ao povo curitibano uma roda-gigante de mais de 30 metros de altura.

A atração, que leva o nome de Roda-Gigante Brasil, estará disponível no local a partir desta quinta (15), promete ao público fortes emoções. A estrutura ficará no estacionamento do shopping e conta com um atrativo a mais: uma vista que privilegia, em especial, teráa região próxima, que compreende o Parque Barigui, um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. Com capacidade para transportar 116 pessoas em 20 cabines fechadas, de forma dividida,o passeio proporciona sete voltas completas, ao custo de R$ 20 por pessoa, sendo que crianças até dois anos não pagam. 

Segundo a gerente de marketing do Park Shopping Barigui, Silvia Pires Omairy, a roda-gigante vai proporcionar ao público "um novo olhar" sobre o parque, e também, incentivar um encantamento pelas regiões próximas, como os bairros Champagnat e Ecoville. A estrutura da roda compreende dois painéis de LED, de oito metros quadrados cada um, dispostos em ambos os lados. A intenção, como reforça Silvia, é proporcionar um espetáculo de cores, e servir como referência para pontos longínquos da cidade.

Há também o espaço VIP, no qual os visitantes podem usufruir de tapetes, cortinas, mesas e assentos de couro ecológico, além de espumante com castanhas, que será servido no local. A área VIP oferece um pacote de 20 voltas, para até seis pessoas, e o custo é de R$ 295,00. O público pode agendar horário diretamente na bilheteria ou no telefone (48) 99999-6152.   

Leia mais
Parque em Curitiba oferece muita diversão para adultos e crianças

Envie seu comentário

Comentários (0)

Blumenau é oficializada como capital nacional da cerveja

O reconhecimento ocorre justamente enquanto a cidade promove um grande festival da bebida

'Eu vou tomar pelo menos umas três canecas, disse Temer, prometendo ir a Blumenau (Foto: Antônio Cruz, Agência Brasil)

Ao sancionar hoje (9) a lei que concede a Blumenau (SC) o título de capital nacional da cerveja, o presidente Michel Temer destacou o aspecto agregador da bebida. Em discurso no Palácio do Planalto, o autor do projeto que resultou na nova lei, o deputado federal Décio Lima (PT-SC), disse que o título de capital da cerveja dado a Blumenau representa “uma expressão de amor pelo estado e pela cidade”,

Temer também destacou a relevância do título para Blumenau. “Suas palavras, Décio Lima, revelaram que isso é fruto do amor. Na verdade, a ideia de amor, de fraternidade e de confraternização”, disse o presidente. “A cerveja, aliás, é um fenômeno de agregação e de congregação. Você nunca vê alguém tomando cerveja sozinho. Você vê alguém no bar em uma mesa com quatro ou cinco pessoas tomando cerveja e conversando animadamente. Esse é o ânimo que preside a cidade de Blumenau”, acrescentou.

Blumenau, aliás, está sediando desde ontem (8), e até sábado (11), o Festival Brasileiro da Cerveja, com 2034 diferentes rótulos da bebida incritos no concurso deste ano e mais de 800 à disposição dos visitantes. O evento, que aposta também em gastronomia e shows, recebeu 41 mil pessoas no ano passado.

'Pelo menos três canecas'

Em diversos momentos, Temer destacou o aspecto agregador e pacífico da Oktoberfest, festa tradicional que reúne cervejeiros e turistas em Blumenau. “É interessante como esse fenômeno do chope e da cerveja é sempre retratado por fotos e quadros como gesto de grande alegria. As pessoas dançam, conversam, sorriem. A Oktoberfest é uma festa de pacificação. Nunca soube que na Oktoberfest houvesse divisões, de um lado uns e de outro lado, outros. Ao contrário: de um lado só, todos”, destacou o presidente.

“Lá o que se verifica é uma grande confraternização, que não é só na cidade. É nacional, e até internacional, porque muita gente vai para lá nessas oportunidades. Eu não tive ainda essa alegria, mas vamos ver se agora, após os convites feitos pelos senhores, eu vou tomar pelo menos umas três canecas. As canecas eu até recebi. Não trouxeram a cerveja. Então vou tomar a cerveja lá”, brincou.

Temer destacou ainda a existência, na cidade, de um grande parque econômico que vai além da cerveja. “Precisamos muito dessa produção industrial acentuada, do turismo”, disse. “Sabemos que Blumenau é um centro turístico extraordinário, especialmente agora, quando a economia começa a respirar. Temos os primeiros sintomas disso, com a inflação e os juros caindo sensivelmente e com a retomada, ainda que lenta, da economia. Penso então que este momento seja de celebração, porque não só ganham os apreciadores de cerveja com rótulos para todos os paladares. Ganham os blumenauenses, com empregos, renda e reconhecimento, porque em matéria de arte cervejeira eles não perdem para ninguém”, completou.

Envie seu comentário

Comentários (0)