Curitiba

Alemã gasta pequena fortuna para se tornar negra; veja antes e depois

Antes de escurecer a pele e deixar o cabelo afro, a modelo já se esforçava também para ter o maior par de seios da Europa

Mulher diz não entender as críticas sobre sua escolha (Foto: Facebook/Martina Big)

Modelo já gastou mais de 200 mil reais para se tornar negra (Foto: Facebook/Martina Big)

Modelo já gastou mais de 200 mil reais para se tornar negra (Foto: Facebook/Martina Big)
Mulher diz não entender as críticas sobre sua escolha (Foto: Facebook/Martina Big)

A modelo alemã Martina Big, de 28 anos, já gastou quase 60 mil euros para se tornar uma mulher negra. Isso equivale a aproximadamente R$ 208 mil. Mas não basta ser negra, a ex-aeromoça também afirma ter os maiores seios da Europa.

Antes de começar a se tornar negra, a europeia chegou a publicar em sua página no Facebook uma espécie de 'linha do tempo dos seios', mostrando a evolução dos seus mamilos ao longo do tempo.

Em um vídeo publicado em suas redes sociais na última semana, a alemã, que estava passeando pela Califórnia, nos Estados Unidos, disse que aquela era a sua primeira vez no país como uma mulher negra. “Já estive inúmeras vezes em Hollywood. Mas esta é a primeira vez em Hollywood como mulher negra”, disse.

Além de encaracolar os cabelos e tingi-los de preto, antes ela tinha cabelos loiros e lisos, Martina também usou injeções e sessões de bronzeamento artificial para conseguir a cor de pele negra que desejava.

Nas redes sociais, ela recebeu uma enxurrada de críticas e disse não entender a desaprovação das pessoas. “A minha transformação foi há 7 meses. Agora eu sou uma mulher negra de verdade e isso não muda nada. Por que não podem aceitar isso? Ainda existem algumas sutilezas, mas me sinto negra e vou continuar minha transformação até sobrar apenas a pura mulher negra dentro de mim", escreveu.

Veja o vídeo feito por Martina em Hollywood:

Veja também:

Após 5 horas no salão, mulher descobre não ter dinheiro para pagar e é obrigada a desfazer o visual

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Transtorno bipolar: A difícil tarefa de viver entre a euforia e a depressão

Muf's Reserve lança o primeiro espumante Ice Rosé brasileiro

A bebida avermelhada, nos últimos 10 anos, cresceu 40% na preferência do público

Primeira Ice Rosé será lançada no dia 11/07, na Casa Cor Paraná. (Imagem: Divulgação)

O brasileiro está consumindo mais espumante que vinho. Entre as preferências está o Rosé, bebida avermelhada que nos últimos 10 anos, de acordo com o Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN), cresceu 40% na preferência.

Na próxima semana um lançamento promete agradar o mercado, o 1° Ice Rose feito no Brasil. A novidade foi anunciada pelo grupo Muf's e fará parte da linha de produtos Muf's Reserve (que já possui outros rótulos: Moscatel, Demi-sec e Brut).

A garrafa de 750 ml é elegante, branca com detalhes na cor magenta. A bebida é demi-sec tem coloração cereja, bolhas persistentes, aromas de frutas vermelhas com toques florais, que proporcionam uma intensa sensação de frescor.

O empresário e sommelier Marcos Almeida, diretor do grupo Muf's, que está no mercado há 21 anos explica que o consumo do produto nacional aumentou muito e hoje representa 70% da preferência de compra do cliente. “Apostamos no Ice Rosé por ser um produto inédito no país. Escolhemos uma boutique vinícola da Serra Gaúcha que elaborou a bebida a partir de um corte especial das uvas chardonnay, merlot e malbec, onde utilizou o método charmat com 6 meses de maturação para produzi-la”, explica Almeida, e completa: “a facilidade parar harmonização com diversos cardápios e menus da bebida Rosé tem conquistado cada vez mais os apreciadores”.

E os dados confirmam, em 10 anos, o consumo do espumante no Brasil cresceu 300%, segundo o IBRAVIN. Mas a dica principal para quem deseja degustar o Ice Rosé é apreciá-lo com gelo e frutas vermelhas - elementos que prometem ressaltar o seu sabor.

O lançamento do Muf's Reserve Ice Rosé está marcada para dia 11 de julho, na Casa Cor Paraná 2017, e acontece em dois ambientes especiais: o Restô Garden, projetado por Wolfgang Schlögel, e o Café, idealizado por Walkiria Nossol.  A linha Muf's Reserve é o espumante oficial da mostra de decoração. Entre os convidados da noite estão donos de bares, restaurantes, produtores de eventos e festas, além da imprensa.

Sobre o Grupo Muf's

O grupo Muf's nasceu de um sonho do empresário Marcos Almeida, há 21 anos atrás. O crescimento ao longo do tempo no ramo de distribuição de bebidas gerou vários negócios, como: o Empório Muf's Café, um espaço sofisticado, ideal para quem está em busca de boa comida, rótulos variados acompanhado de muita diversão; a Adega Muf's, que atende festa e eventos prestando consultoria na escolha de bebidas. E foi a primeira Adega em Curitiba a proporcionar o sistema 100% consignado de bebidas. O maior de todos os sonhos, são seus próprios rótulos com assinatura Muf's Reserve. Com produção nacional, na Serra Gaúcha, os espumantes já contam com uma linha diversificada: Moscatel, Demi-sec, Brut, e o novo Ice Rosé.

Leia mais
Rota da Cerveja conquista o mercado paranaense

Envie seu comentário

Comentários (0)