Olá {{nome}}
Logout

Projeto Jovem empresário

Como extrair o melhor resultado possível de uma mentoria

Escolher um mentor não é uma arte, é uma atividade que exige trabalho e dedicação.

Autor:
PHOTO-2018-06-11-09-55-31.jpg
PHOTO-2018-06-11-09-55-31.jpg

Escolher um mentor não é uma arte, é uma atividade que exige trabalho e dedicação. Depois de muitos anos participando como mentor em programas e eventos no Brasil e no exterior (USA, EU, Oriente Médio, Ásia e América Latina), compreendi que a qualidade da relação entre o mentor e o mentorado serão determinantes para que essa jornada seja prolífica. Nesse sentido, compartilho abaixo várias dicas para que um empreendedor possa extrair o máximo de uma mentoria, são elas:

  1. Entender que a responsabilidade de selecionar um mentor que possa contribuir no desenvolvimento de uma startup, do seu time ou de seus sócios, é exclusivamente do empreendedor! Para tanto, certifique-se de: a. Fazer sua lição de casa em relação ao perfil do mentor, procure mentores com experiência prática relevante aos assuntos e questões para as quais precisa de apoio, faça sua lista de preferidos em ordem de prioridade e entre em contato; b. Agende conforme a conveniência do mentor seja quanto a datas e horários ou local; c. Seja pontual ou chegue antes, não se atrase! d. Respeite o horário definido e acordado mesmo que ainda existam pontos em aberto, agende outra conversa para isso; e. Seja simpático e pague o café!
  2. Em relação a mentoria em si: a. Prepare-se para a mentoria tendo bem claras e definidas as questões e pontos a serem abordados, bem como tenha um discurso (pitch/apresentação) pronto para apresentar ao mentor para que ele possa compreender o que fazem, onde estão, para onde querem ir e o que “está pegando”; b. Não se desvie do tema ou temas acordados, se surgirem outras questões anote e se prepare para outra conversa. Você não vai extrair o melhor resultado possível de uma conversa para a qual você não se preparou; c. Demonstre através do seu profissionalismo que você respeita tanto seu tempo e desafios, como os do mentor, portanto seja objetivo e esteja preparado!
  3. Frequência de mentorias: a. Não abuse e não seja inconveniente! O tempo das pessoas é valioso e a forma mais apropriada de demonstrar isso é sendo cuidadoso para respeitar a disponibilidade e disposição das pessoas; b. Certifique-se de que o mentor está disposto e conversar outras vezes e com qual periodicidade. Por outro lado, certifique-se de que você tem realmente algo novo para apresentar e tratar com o mentor não realize reuniões apenas para networking, use os eventos para isso
  4. Responsabilidades: a. O mentor não é e não pode ser responsável pela tomada de decisões, isso cabe exclusivamente aos sócios; b. Se o mentor não pode contribuir com o tema ou temas para os quais esteja precisando de apoio, significa que se processo de preparação na seleção dos mesmos falhou, corrija isso o quanto antes! c. Seja responsável! Você levaria uma pessoa amada para fazer uma cirurgia no cérebro com um motorista do Uber? Mentoria é a mesma coisa, procure um mentor que já passou por aquela experiência, cuja carreira já forjou muito aprendizado, isso faz muita diferença!
  5. Reconhecimento: a. Assim como todos os seres humanos, sempre é bom saber que algo que você fez com objetivo de ajudar alguém gerou de fato resultado. Por isso, compartilhe com os mentores as vitórias e conquistas obtidas ao longo da jornada, principalmente aquelas nas quais a participação do mentor tenha sido importante;b. Se a relação for muito positiva e você pretende esperar uma interação que deixe de ser pontual ou esporádica, seja pró-ativo em propor alguma forma de reconhecimento e/ou remuneração. Pode ser simbólica ou mais estruturada, mas não abuse da boa vontade do seu mentor! Para concluir, quando “chegar lá”, não deixe de reconhecer aqueles que o apoiaram pelo caminho e não esqueça de retornar aquilo que recebeu, pois muitos estão precisando de apoio e seu aprendizado pode fazer toda a diferença para esses empreendedores! Lembre-se: “Mentores são forjados pela jornada e, em algum ponto, se dispõe a compartilhar essa experiência com aqueles que estão trilhando o caminho”

Por Rodrigo de Alvarenga – CEO & Founder da HAG Consulting & Ventures, Mentor e Investidor Anjo

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

Projeto Jovem Empresário

Projeto Jovem Empresário

Projeto Jovem Empresário