Curitiba

FGTS inativo: veja quatro maneiras de consultar o saldo

Calendário de saques foi divulgado no dia 14/2 e começou com filas em todo o País

Foto: Caixa, divulgação

Os trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro começaram a sacar o dinheiro de contas inativas do FGTS nesta sexta-feira (10) e as agências da Caixa Econômica de todo o país registraram muitas filas. As dúvidas a respeito do saldo nas contas e como sacar o dinheiro são as principais causas das filas.

As contas inativas são aquelas cujo contrato de trabalho terminou até o dia 31/12/2015.

Existem quatro maneiras de se consultar o saldo dessas contas: pelo site da Caixa, em agências físicas, por aplicativo e pelo internet banking. 

Pelo site, é preciso estar com o número do PIS, número do título de eleitor e ter uma senha da internet cadastrada (se não tiver, clique na opção de cadastrar a senha nesta mesma página).

Para consultar pessoalmente em uma agência física, vá até a mais próxima com o seu PIS. Veja aqui um mapa com unidades da Caixa.

O aplicativo, por sua vez, pode ser baixado neste link, na Apple Store ou na Google Play. Novamente, é necessário, claro, estar com o número do PIS.

Para usar o Internet Banking, por fim, é preciso ser cliente Caixa e já ter o cadastro de usuário online ou criar um. Para qualquer um dos casos, vá neste endereço

Leia mais
Veja o que fazer com o valor resgatado do FGTS 

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Prazo para pagamento do IPTU com desconto termina nesta sexta

Atenção para a mudança da data de cobrança no débito automático

Prazo para  pagamento de IPTU com desconto termina nesta sexta-feira (Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

Tabela com formas de pagamento e datas de vencimento (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Tabela com formas de pagamento e datas de vencimento (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)
Prazo para  pagamento de IPTU com desconto termina nesta sexta-feira (Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

O prazo para o pagamento à vista do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) com desconto de 6% termina nesta sexta-feira (10). Também se encerra hoje o prazo para impugnação ou revisão de dados do tributo.

Os contribuintes que optaram pelo parcelamento poderão quitar o imposto em até dez vezes. Os vencimentos seguem um cronograma de acordo com o dígito da indicação fiscal e vão do dia 11 ao 15 de cada mês. As parcelas não podem ser inferiores a R$ 10,00.

Quem preferir pagar por meio de débito automático deve ficar atento, já que houve alteração da data da primeira parcela, do dia 20 para o dia 24 de fevereiro.

O número de imóveis isentos do imposto este ano é de 84.674. Trata-se de imóveis residenciais de até 70 metros quadrados, de padrão simples e valor venal de até R$ 140 mil.

Atraso

O atraso no pagamento do imposto resultará em incidência de juros de 1% ao mês ou fração, atualização monetária mensal, com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e multa de 0,33 % ao dia, limitada a 10%.

Quem perder o prazo precisa tirar segunda via do documento pela internet, ou pessoalmente nos endereços de atendimento.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Calendário de saques do FGTS será divulgado na próxima semana

Há atualmente 18,6 milhões de contas do FGTS inativas há mais de um ano, com saldo total de R$ 41 bilhões

Foto: Agência Brasil

O governo federal vai divulgar no próximo dia 14 de fevereiro, terça-feira, o calendário de saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O anúncio está previsto para ocorrer às 11h, no Palácio do Planalto.

Como o jornal O Estado de S. Paulo antecipou em janeiro, os 10,1 milhões de trabalhadores que possuem saldo em contas inativas do fundo poderão sacar os recursos a partir de março. A ordem dos saques deve ser baseada no mês de aniversário do trabalhador.

A retirada deve ser feita até julho, conforme informou o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. A Caixa vai criar um site para orientar os trabalhadores. Os correntistas do banco estatal poderão ter o dinheiro transferido direto para a conta.

De acordo com dados oficiais, há atualmente 18,6 milhões de contas inativas há mais de um ano, com saldo total de R$ 41 bilhões. A estimativa do governo é que 70% das pessoas com direito ao saque procurem a Caixa para ter acesso aos saldos das contas. Para os defensores da ideia, os saques não vão causar impacto significativo no saldo do FGTS, que é da ordem de R$ 380 bilhões.

Assim que foi divulgada essa medida, como pacote de presente de Natal do governo, o setor da construção criticou a decisão de liberar o saldo total das contas inativas. A primeira ideia do governo era limitar entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil. Na última hora, o presidente Michel Temer foi convencido a não colocar limite para os saques com o argumento de que 86% dessas contas têm saldo inferior a R$ 880 (salário mínimo de 2016).

Com base em dados do FGTS e outros indicadores econômicos, o banco Santander estima que apenas 1,2% das contas inativas do FGTS - cerca de 100 mil cotistas - têm saldo superior a R$ 17,6 mil que, somados, respondem pela grande parcela de R$ 20 bilhões depositados. O montante é praticamente a metade de todo o saldo inativo do Fundo, que soma R$ 41,4 bilhões.

Ao mesmo tempo, outros 94% dos cotistas têm saldo entre zero e R$ 3,5 mil. Somado, esse grupo majoritário em número de trabalhadores responde pela parcela minoritária de 17% dos depósitos. Essa grande concentração de recursos na mão de poucos trabalhadores limita o impacto da liberação dos recursos sobre a demanda e o pagamento de dívidas, diz o banco espanhol.

Boato

Uma imagem com um suposto calendário de saques das contas inativas do FGTS tem circulado em diversas redes sociais pelo país, principalmente em grupos do aplicativo de mensagens WhatsApp. A Caixa Econômica afirma que ainda não divulgou nenhuma data para os saques e eque a informação é falsa. O calendário oficial será divulgado apenas no dia 14 de fevereiro.

Leia também:

FGTS: o que fazer com o valor resgatado?

Envie seu comentário

Comentários (0)