Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Entrevista

Emmerson Nogueira fala sobre novo trabalho e da expectativa para o show em Curitiba. Confira

Emmerson Nogueira fala sobre novo trabalho e da expectativa para o show em Curitiba. Confira

Autor: Redação RIC Mais
emmerson-nogueira-2.jpg
emmerson-nogueira-2.jpg

No próximo dia 15 o palco do Teatro Positivo, em Curitiba, recebe o cantor Emmerson Nogueira apresentando sua nova turnê “13 anos de estrada, amigos e canções”.  O multi-instrumentista ficou conhecido gravando versões de clássicos do rock internacional. A turnê comemora os 13 anos de carreira do artista e traz novidades para os fãs.

Além das regravações de versões famosas, o artista vai apresentar para o público o seu mais novo álbum com canções inéditas e autorais, que marca não só sua qualidade como intérprete, mas como compositor.

Em entrevista ao Portal RIC Mais, Emmerson falou sobre os desafios de interpretar músicos consagrados e apresentar sua essência nas composições que guarda desde o final da década de 70. Confira o bate-papo que tivemos com o artista:

RIC Mais: Emmerson, a turnê comemora seus 13 anos de carreira. Normalmente os artistas fazem esse tipo de comemoração em datas fechadas, como 15 ou 20 anos. É alguma superstição com o número 13? Ou seria algo especial que não poderia esperar os 15 anos?

Emmerson Nogueira: Na verdade só achei que precisava comemorar mesmo (risos). Afinal, 13 anos de estrada é bastante tempo. Além disso acho que podemos comemorar o sucesso de nosso trabalho todos os dias, e mais que isso, devemos agradecer sempre pois a comemoração soa pra nós como uma espécie de agradecimento a todas as pessoas que nos acompanham a tanto tempo, e o carinho de todos está cada vez maior em todos os lugares. Vamos comemorar 14 anos, 15 anos, 16 anos e com certeza muito mais.

RIC Mais: Você se tornou conhecido por interpretar músicas famosas e artistas bastante consolidados, como Beatles, Pink Floyd e Elton John. Agora você apresenta ao seu público um pouco do seu trabalho autoral. O que você acha mais difícil: Dar uma nova cara a clássicos já consagrados entre o público ou apresentar algo totalmente autoral?

Emmerson Nogueira: Acho que são caminhos diferentes. No meu caso, comecei a carreira interpretando músicas conhecidas, mas a dificuldade em atingir o mercado de um modo geral é difícil de qualquer maneira. O mercado é sempre incerto e não existe uma fórmula para o sucesso. O que temos que fazer é acreditar no nosso trabalho e é isso que o torna importante. A dificuldade sempre vai existir, pra tudo. Mas se o artista acredita no seu trabalho é fato que o reconhecimento maior virá mais cedo ou mais tarde.

RIC Mais: Como foi mergulhar no mundo da composição? De onde vem a inspiração? Tem algum processo ou ritual?

Emmerson Nogueira: Na verdade sempre fui compositor. A diferença é que eu não havia lançado nada até agora. A inspiração, vem da vida, da alma, dos amores perdidos e conquistados, do vento, do perfume da serra e de tudo que a vida nos reserva de surpresa todos os dias.

RIC Mais: Como você se sente ao ouvir suas músicas autorais? Tem vontade de mudar algo? De produzir novas versões para si mesmo?

Emmerson Nogueira: Ah, com certeza!!! (risos) Depois de um tempo pronto a gente sempre quer mudar e fazer tudo novamente, mas nunca conseguimos a mesma energia do momento da criação e esse momento é o mais bacana pra mim.

RIC Mais: Você gravou todos os instrumentos para o novo CD. Como é o processo de produção das versões. Há algum estudo prévio das músicas para escolher os instrumentos, os arranjos, etc?

Emmerson Nogueira: No caso desse disco eu comecei sempre pelo violão e fui acrescentando os outros instrumentos. Tudo de uma forma bem enérgica e rápida pois não quis perder a essência que cada música me proporcionava no momento em que gravava o violão como guia. Não houve nenhum estudo para os arranjos desse disco, e sim uma combinação de fatores que me ajudaram a desenvolver os arranjos na hora da gravação. Um deles foi o carinho que tenho por cada canção do disco. Alguma delas foram criadas no período de 1978 até 1989 e são composições de um grande amigo e mestre que infelizmente nos deixou em 2012 e não pôde ver sua música sair pelo mundo afora. O nome desse amigo é Paulinho Cri. Muito desse disco veio das várias noites de violão, vinhos e prosa que tivemos o prazer de viver juntos.Todas as outras são da época em que participei de festivais em Minas Gerais na década de 90.

RIC Mais: Qual a expectativa para o show em Curitiba? Muda a exigência do público em cada cidade?

Emmerson Nogueira: É sempre boa, pois tocar em Curitiba sempre me alegrou demais, por vários motivos! Um deles é porquê eu realmente adoro a cidade e sempre digo isso nos shows. Além disso o Teatro Positivo é incrível e é sempre maravilhoso poder me apresentar nesse palco. Acho que todas as cidades tem a mesma exigência que na minha opinião não muda muito. As pessoas querem se divertir e voltar pra casa com aquela sensação de terem tido uma noite bem legal. Isso vale pra qualquer cidade.

RIC Mais: Tem alguma lembrança particular dos shows que já fez em Curitiba?

Emmerson Nogueira: A educação do público de Curitiba sempre me impressionou. As pessoas respeitam os momentos do show, cantam no momento certo e aplaudem com muito entusiasmo e principalmente o fazem com uma verdade que até arrepia. É assim que me lembro de Curitiba! Verdade e carinho com o meu trabalho desde a primeira vez que me apresentei na cidade.

Serviço:
Data: 15 de agosto de 2014
Horário: abertura da casa (20 horas) e início do show (21 horas)
Local: Teatro Positivo – Curitiba/PR
Classificação Etária: Livre
Duração do Espetáculo: 90 minutos
Ingressos: À venda no Disk Ingressos. Os valores variam de R$ 66,00 (meia-entrada) a R$ 446,00 (inteira), de acordo com o setor.

Quer assistir ao show de Emmerson Nogueira e ainda conhecer o músico no camarim?  Responda à pergunta “Por que o Grupo RIC deve levar você ao show do Emmerson Nogueira?”. Clique aqui para ler o regulamento e participar da promoção.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook