Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Verão 2019

Ponto na Praia Brava, em Caiobá, está impróprio para banho, segundo IAP

Segundo o órgão, as chuvas da última semana alteraram qualidade da água porque fizeram com que fossas sépticas transbordassem

Autor: Redação RIC Mais
Praia Brava tem ponto impróprio para banho. (Foto: Reprodução/Google Street View)
Praia Brava tem ponto impróprio para banho. (Foto: Reprodução/Google Street View)

Um ponto da Praia Brava, em Caiobá, está impróprio para banho, de acordo com o boletim de balneabilidade divulgado nesta sexta-feira (18) pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). A qualidade da água foi alterada por causa da chuva que atingiu o litoral do Paraná nos últimos dias. Dos 49 pontos monitorados na região, 47 estão próprios.

Praia Brava: ponto impróprio para banho

O quinto boletim de balneabilidade desta temporada, mostrou que um ponto da Praia Brava - na altura da Rua Alvorada - não está recomendado para banho, conforme análises realizadas na última semana.

“As fossas sépticas podem transbordar com o volume de chuva e irem para as galerias de águas pluviais. O solo fica muito encharcado e não absorve a água direito”, explicou Ivonete Coelho da Silva Chaves, diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição do IAP

Ponta da Pita, em Antonina

Além do novo ponto, a Ponta da Pita, em Antonina, que vem apresentando concentração de esgoto clandestino, também está na lista de lugares inapropriados para banho do IAP.

Boletim de balneabilidade

Ao todo, são monitorados semanalmente 49 pontos na região – 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina. No Interior, os 17 pontos continuam recomendados para banho.

Além dos 49 locais monitorados semanalmente no Litoral, o boletim aponta dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho, independentemente da época do ano. No boletim eles estão destacados em letras maiúsculas. “Estes pontos se tornam impróprios por conta do lançamento clandestino de esgoto sanitário”, explica a diretora.

O monitoramento em 17 pontos de praias artificiais e represas na Costa Oeste e Norte do Paraná mostra que todos continuam próprios para banho. A avaliação acontece nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e em Primeiro de Maio.

A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha indica que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook