Olá
Logout

Doceira recebe carta preconceituosa acompanhada de bananas

Autor: RIC Mais
"Você carrega no sangue um DNA escravo e sempre será tratado como tal”, diz um dos bilhetes. (Foto: Reprodução/RICTV)

A cliente procurou os serviços da Janete e se recusou a finalizar a compra, alegando "não gostar de falar ou fazer negócio com pessoas negras".  Desde então, a doceira começou a sofrer ataques racistas, um deles chegou no dia Internacional da Mulher, 8 de março.

As cartas possuem um teor muito preconceituoso, como por exemplo: “aceita que é melhor; você nunca será igual. Carrega no sangue um DNA escravo e sempre será tratado como tal”.

Em 2015, foram registradas 400 denuncias de crimes raciais no estado do Paraná. Em 2016, o número caiu para 186. Para dar suporte aos paranaenses que sofrem preconceito foi lançado o programa “S.O.S Racismo”. Ligando para o 0800 642 0345 a população encontra um equipe pronta para registrar e passar orientações. Assista à reportagem:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

Petroleiros

Rainha dos caminhoneiros

6º dia

Carregando