Olá
Logout

Mulher casa com fantasma de pirata haitiano morto no século XVIII

Autor:
Amanda trabalha na cidade de Downpatric como imitadora de Jack Sparrow. (Foto: Reprodução/Triangle News/Edmond McMullan)

*Do R7

Se na vida de muitas mulheres está difícil encontrar um príncipe encantado, por que não arriscar algo com um pirata haitiano vindo do além? Foi esse o pensamento da norte-irlandesa Amanda Teague, 45, ao se casar com Jack, falecido no século XVIII.

Amanda contou ao Daily Star que o fato do marido estar morto não atrapalha a vida do casal. Eles marcam encontros, têm discussões e, acreditem!, fazem sexo.

E parece que o matrimônio tem tudo para dar certo! Amanda trabalha na cidade de Downpatric como imitadora de Jack Sparrow. Ela acredita que esse foi um dos motivos da aproximação entre eles.

Para legalizar o casamento com Jack, Amanda contratou um escrivão e navegou para águas internacionais. (Foto: Reprodução/Triangle News/Edmond McMullan)

Durante a cerimônia, um médium espiritual também esteve presente para garantir o "sim" do centenário pirata.

"Ele é minha alma gêmea. Eu estou tão feliz", disse ela à publicação. O affair espiritual entre os dois começou em 2014, enquanto Amanda estava deitava na cama e pôde sentir a presença de Jack.

Ela contou que não tinha interesse em fazer contato, mas tudo mudou quando descobriu que podia falar com o fantasma. Os dois costumavam ficar juntos enquanto Amanda assistia televisão ou dirigia.

Quanto mais conhecia Jack, mais ela gostava dele. (Foto: Reprodução/Triangle News/Edmond McMullan)

"Um dia ele me disse: 'Podemos estar juntos, você sabe', mas eu nunca tinha ouvido falar de um relacionamento íntimo entre um espírito e um humano antes".

Amanda então realizou uma pesquisa e descobriu que muita pessoas vivem relacionamentos espirituais.

A norte-irlandesa já foi casada antes e tem cinco filhos. (Foto: Reprodução/Triangle News/Edmond McMullan)

Amanda diz que nunca conseguiu se relacionar com uma pessoa viva da maneira como se relaciona com Jack. De acordo ela, o amado foi preso e executado pelos crimes em alto-mar há mais de 300 anos. Na época, ele estava noivo e pronto para casar.

Apesar de nunca ter visto Jack fisicamente, ela diz imaginá-lo pela descrição dada por ele: "Ele é negro e tem cabelo preto." A cerimônia no barco aconteceu ao longo da costa irlandesa e contou com a presença de familiares e amigos de Amanda.

Leia também:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

Rainha

Fim do estoque

VENDAS

Carregando