Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

DEPRESSÃO PROFUNDA

Caso Spitzner: acusado pede transferência para ter atendimento psiquiátrico

Luis Manvailer teria tentado tirar a própria vida ao utilizar uma lâmina de barbear e, por isso, precisa de atendimento psiquiátrico

Autor: Redação RIC Mais
Imagens mostram advogada Tatiane Spitzner sendo agredida pelo marido Luis Manvailer (Reprodução)
Imagens mostram advogada Tatiane Spitzner sendo agredida pelo marido Luis Manvailer (Reprodução)

A defesa de Luis Manvailer - acusado de matar a esposa, a advogada Tatiane Spitzner -, entrou com um pedido na Justiça para que ele seja transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais, na Grande Curitiba, para receber atendimento psiquiátrico após tentar tirar a própria vida. O Ministério Público pediu ao secretário de Sáude de Guarapuava uma avaliação Psiquiátrica e Psicológica com urgência em Manvailer e solicitou, à juíza responsável pelo caso, para que seja aguardado o resultado da avaliação para a análise de transferência.

Defesa de Luis Manvailer pede transferência

No pedido, a defesa alega que Manvailer utilizou uma lâmina de barbear para se autolesionar, “improvisou um torniquete e tentou se matar nas dependências do cárcere”.

O caso teria ocorrido na madrugada de segunda-feira (6), na Penitenciária Industrial de Guarapuava, (PIG), onde ele permanece preso e isolado de outros presos, em cela especial, por ter curso superior.

Ele foi denunciado na segunda-feira (6) pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio qualificado, fraude processual e cárcere privado.

Câmeras mostram Tatiane Spitzner sendo agredida pelo marido (Reprodução)

Penitenciária comunicou à Vara de Execuções Penais

Em um comunicado encaminhado à Vara de Execuções Penais, com o título “tentativa de suicídio”, a PIG informou que Luis Manvailer apresentava “um hematoma no pescoço, e aparentemente teria se cortado”.

Ainda de acordo com o documento, o marido de Tatiane Spitzner teria confessado aos agentes penitenciários que teria tentado cortar a artéria para “acabar com o sofrimento”.

Por fim, a PIG ainda pede que ele seja transferido para o CMP para receber “atendimento médico mais adequado”.

Defesa de Tatiane Spitzner tenta impedir transferência de Manvailer

A família da advogada Tatiane Spitzner entrou com um pedido na tentativa de impedir a transferência de Luis Manvailer.

De acordo com o pedido, houve apenas uma “pequena lesão superficial”, questionam a falta de fotos que comprovem o ocorrido e da “ausência de séria intenção de se suicidar” pelo fato de Manvailer “conhecer bem a anatomia humana” - se referindo ao fato de Manvailer ser professor de Biologia.

A defesa ainda alega que existem pendências no processo e diligências necessárias no inquérito policial e, por isso, Luis Manvailer deve permanecer em Guarapuava.

Casal vivia um relacionamento abusivo, dizem testemunhas (Reprodução)
Manvailer humilhava a esposa  
Conteúdos de depoimentos, anexados ao processo de acusação de Luis Felipe Manvailer pelo Ministério Público são estarrecedores e narram cenas da vida da jovem que já davam indício de que a história de ambos poderia ter um desfecho trágico.
 
Entre as situações, está a destruição de peças de roupas, apelidos humilhantes e até a proibição de contratar alguém para ajudar nos serviços domésticos.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 2,8

  • Comentário via facebook