Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Protestos

Manifestação reúne cerca de 80 mil pessoas em Curitiba

A multidão se concentrou na Praça Santos Andrade, em Curitiba. Alguns grupos pediam desde o impeachment da presidente Dilma Rousseff até um novo golpe militar

Autor: Redação RIC Mais com Estadão Conteúdo
04-protesto-curitiba.jpg
04-protesto-curitiba.jpg

A onda de manifestações contra Dilma Rousseff, a corrupção e o PT reuniu centenas de milhares de pessoas em diversas cidades do país neste domingo (15). Por volta das 13 horas, uma pequena multidão começou a se concentrar na Praça Santos Andrade, em Curitiba para dar início ao ato na capital paranaense. Já por volta das 16 horas, cerca de 80 mil pessoas protestavam no centro, de acordo com informações da Polícia Militar. Os organizadores estimam que 100 mil pessoas participaram do ato. Em seguida, os manifestantes caminharam pela Avenida Marechal Deodoro em direção a Boca Maldita, tradicional ponto de protestos dos curitibanos. De acordo com a Polícia Militar o movimento foi pacífico e não houve registro de confusão.

Bandeira do PT

Durante os protestos, o morador de um prédio na Rua João Negrão, esquina com a Praça Santos Andrade, exibiu na janela do apartamento uma bandeira do Partido dos Trabalhadores (PT) e foi hostilizando pela multidão. Um grupo tentou invadir o prédio para agredir o homem e a Polícia Militar precisou intervir. Os policiais entraram no edifício e pediram para o morador retirar a bandeira, que acatou prontamente a ordem.

Outras cidades paranaenses também se organizam pra protestar contra a presidente Dilma. Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu e Guarapuava, entre outras cidades, também têm atos programados para este domingo.

Confira imagens das manifestações contra Dilma Rousseff neste domingo (15) em Curitiba:

São Paulo

A Polícia Militar estimou o número de 1 milhão de manifestantes na Avenida Paulista e adjacências protestando contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Segundo a PM, o Metrô informou que a cada dois minutos chegavam 4 mil pessoas para o protesto na região, informação que tem sido levada em conta no cálculo das estimativas. A estação Trianon-Masp, que fica na região onde os manifestantes estavam concentrados, foi fechada por excesso de usuários.

LEIA MAIS: Dilma se reunirá com ministros para avaliar protestos pelo País

Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF) calcula as manifestações em Brasília chegou a reunir um público de 45 mil a 50 mil pessoas. A operação envolveu também o trabalho de 2 mil policiais militares.

Houve confronto entre um pequeno grupo de manifestantes e a Polícia Militar em frente ao Congresso Nacional. Ao menos uma mulher ficou ferida e três pessoas foram detidas pela polícia. O grupo, segundo a PM, tentou se aproximar do Palácio do Planalto, cujo acesso ficou bloqueado durante todo o domingo.

Os manifestantes quebraram vidros das paradas de ônibus e reviraram as lixeiras da região. Em resposta, a PM usou balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para dissuadir as ações do grupo da frente do Congresso. A cavalaria da PM foi destacada para conter parte do grupo. As vias de acesso à Esplanada foram novamente fechadas.

Rio de Janeiro

Na capital carioca, cerca de 25 mil pessoas protestam pela orla de Copacabana, segundo a PM, 40 mil  de acordo com os manifestantes.

Belo Horizonte

A manifestação contra a corrupção na Praça da Liberdade, na capital mineira, reuniu 25 mil pessoas, segundo a Polícia Militar. Conforme o coronel Ricardo Machado, o ato foi tranquilo, sem nenhuma ocorrência grave. Na semana, a polícia havia dito que colocaria 15 mil pessoas do efetivo em Belo Horizonte, em esquema parecido com o que foi feito na Copa do mundo e das Confederações.

Porto Alegre

Cerca de 100 mil pessoas protestaram neste domingo no parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff e contra a corrupção. O número é dos organizadores do Movimento Brasil Livre (MBL) no Rio Grande do Sul, a Brigada Militar confirma a estimativa.

Belém

Cerca de 60 mil pessoas, segundo os manifestantes à frente do ato, protestaram na manhã deste domingo em Belém (PA) contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Eles caminham para a Avenida Doca de Souza Franco, famoso destino de festas e comemorações na capital paraense.

Confira abaixo os detalhes dos protestos e manifestações contra o governo da presidente Dilma Rousseff em Curitiba:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook