Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

PRISÃO

Caso Daniel: dois suspeitos são presos e advogados falam em ameaça

Suspeitos da morte de Daniel Correa, Ygor King, de 19 anos, e David Willian da Silva, de 18 anos, estavam acompanhados dos advogados

Autor: Redação RIC Mais
Daniel Correa foi morto brutalmente em São José dos Pinhais (Foto: reprodução arquivo pessoal)
Daniel Correa foi morto brutalmente em São José dos Pinhais (Foto: reprodução arquivo pessoal)

Mais dois suspeitos de participar da morte do jogador Daniel Correa foram presos nesta quinta-feira (7). Ygor King, de 19 anos, e David Willian da Silva, de 18 anos, estavam acompanhados dos advogados que alegaram terem sido ameaçados durante o espancamento.

Os dois tiveram a prisão temporária decretada por 30 dias pela justiça - o prazo é baseado no fato do caso Daniel ser um crime hediondo. Na quarta-feira (6), Eduardo, primo de Cristiana Brittes, foi preso em Foz do Iguaçu.

Daniel Correa: advogados de suspeitos falam em ameaça

De acordo com os advogados de Ygor e David, os dois não participaram da morte do jogador, mas afirmou que os dois estavam no carro que levou Daniel Correa para o matagal, onde ele foi morto.

Ainda segundo a defesa, “o pedido de prisão foi desnecessária”. A defesa ainda falou que “muitas pessoas da casa bateram no Daniel” e ainda questionou: “porque as testemunhas estão com advogados se nada devem?”.

Ygor e David, que se apresentaram na delegacia de São José dos Pinhais, não serão ouvidos nesta quinta-feira (7) pelo delegado Amadeu Trevisan, por escolha da própria autoridade policial. Uma nova data deve ser marcada.

Reprodução/RICTV

Preso quarto suspeito por envolvimento na morte de jogador

A polícia prendeu no início da noite desta quarta-feira (7), por volta das 18h, o quarto suspeito de envolvimento no assassinato do jogador Daniel Corrêa Freitas. Eduardo Henrique Ribeiro da Silva, de 19 anos, foi detido em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Reprodução/RICTV

Envolvidos no assassinato do jogador

Eduardo, que é primo de Cristiana Brittes (esposa do assassino confesso do jogador Daniel), foi localizado em sua residência. Ele já havia se apresentado na Delegacia de Polícia Civil de São José dos Pinhais na tarde de segunda-feira (5) e, posteriormente, retornou para Foz.

O mandado de prisão é temporário e foi expedido pela 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais. Ele deverá ser transmitido para a Grande Curitiba, mas a data ainda não definida.

Além dele, outros dois jovens, teriam auxiliado Edison Brittes no espancamento, mutilação e assassinato do atleta. David Willian Villero Silva, de 18 anos e Igor King, de 20 anos, também já tiveram seus mandados de prisão expedidos pela Justiça e poderão ser presos a qualquer momento.

Reprodução/RICTV
Depoimento de Edison Brittes

Edison Brittes, de 38 anos, assassino confesso do jogador Daniel Correa Freitas, morto no dia 27 de outubro, prestou depoimento por seis horas à Polícia Civil, na Delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta quarta-feira (7), e mudou a versão dos fatos que inicialmente havia apresentado.

Assista à entrevista sobre o caso Daniel e o que dizem advogados dos suspeitos:

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

  • Comentário via facebook