Curitiba

CNH eletrônica valerá a partir de 2018; entenda como será

Ela terá o mesmo valor do documento impresso, e poderá ser acessada por aplicativos de celular

Carteira de habilitação eletrônica terá o mesmo valor do documento impresso. (Foto: Divulgação)

A partir de fevereiro, entrará em vigor a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A carteira virtual terá o mesmo valor do documento impresso. A diferença é que a versão eletrônica poderá ser acessada por meio de um aplicativo em smartphones. A proposta, do Ministério das Cidades, foi aprovada ontem (25) em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

“Teremos condições de atender a todos os condutores. Não tenho como informar ainda o valor investido, porque estamos na fase de desenvolvimento. Primeiro, foi a regulamentação, agora vamos passar para o desenvolvimento“, informou o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Elmer Coelho Vicenzi.

Com a novidade, os agentes de trânsito também utilizarão o aplicativo na conferência dos dados. Os motoristas apresentação a carteira na versão eletrônica por meio da leitura do QRCode, um código de barras bidimensional que contém as informações e pode ser escaneado.

Vicenzi assegura que as falsificações e os acessos desautorizados serão coibidos. Ele informa que o algoritmo da certificação funciona somente no sistema Lince, do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

A carteira impressa continuará valendo e sendo emitida normalmente. 

Como ter a carteira de motorista eletrônica

Para solicitar a carteira de habilitação eletrônica, o motorista deverá se cadastrar no Portal de Serviços do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Será enviado um link para o e-mailinformado no cadastro, pedindo que o usuário faça login pelo celular do qual acessará o aplicativo. No primeiro acesso, o interessado deverá criar um Número de Identificação Pessoal (PIN), para armazenar os dados com segurança. É necessário que o motorista memorize essa senha, que será pedida em todos os futuros acessos.

Depois dessa etapa, a autenticidade do documento é validada pelos departamentos de trânsito (Detrans) de cada estado, por meio de uma assinatura com certificado digital. Com isso, a CNH é exportada para o celular. Caso o usuário precise bloquear o aparelho, para impedir a exposição de seus dados, ele deve fazer a solicitação também pelo portal.

Leia também
Polícia Federal retoma emissão de passaportes

Envie seu comentário

Comentários (0)

Após onda de frio, região Sul do país vivencia 'verão' atípico

Mesmo assim, o calor não deve durar, pois uma nova massa de ar frio é esperada na semana que vem

Onda de calor deve ser interrompida por queda de temperatura a partir de quinta-feira. (Foto: Pixabay)

O frio que atingiu a região Sul do País deu lugar a um calor atípico em pleno inverno. Em Florianópolis, os termômetros chegaram a marcar 30°C e os catarinenses aproveitaram para ir à praia, apesar da água fria do mar. 

Para o meteorologista Ronaldo Coutinho, da estação Climaterra, o calor repentino é um fenômeno natural. "A massa de ar frio que veio do Chile se desloca lentamente. À noite ela ainda é sentida e a temperatura cai. Mas durante o dia há calor por causa do tempo seco".

O calor no meio do inverno, entretanto, não deve durar. A previsão é de que a temperatura caia entre quinta e sexta-feira e uma nova massa de ar frio é esperada na semana que vem.

Em Curitiba e outras regiões do Estado do Paraná, as temperaturas atingiram, nos últimos dias, 25°C. Segundo o meteorologista do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), Paulo Barbieri, "uma massa de ar quente tem impedido novos avanços de ar frio".

Já no Rio Grande do Sul, que também registrou marcas negativas, um bloqueio atmosférico impede o avanço de frentes frias e mantém o tempo firme e seco, mas meteorologistas não descartam a possibilidade de chuva em cidades do extremo sul gaúcho.

As temperaturas nesta quarta podem chegar aos 28°C na capital. Até sábado, de acordo com a MetSul Meteorologia, as máximas devem ficar entre 26ºC e 29ºC em vários municípios do Estado.

Leia mais
Julho tem volume de chuva abaixo da média no Paraná
Alerta para a umidade baixa do ar continua em Maringá

Envie seu comentário

Comentários (0)

Noivos morrem em acidente logo após saírem da festa de casamento

Convidados receberam a notícia da morte ainda na recepção do casamento

Casal namorava há três anos (Foto: Reprodução/Facebook

*Do R7

Um casal de noivos morreu em um trágico acidente de carro na última sexta-feira (21). Eles haviam acabado de deixar a própria festa de casamento, na ilha de Guernsey, que fica entre a Inglaterra e a França. Stuart Moorat, de 27 anos, e Georgina Le Prevost, de 25, deixaram a recepção matrimonial e seguiram de carro para o hotel onde passariam o início da lua de mel.

De acordo com os investigadores britânicos, o veículo deles perdeu o controle, saiu da pista na Rue du Catioroc, no bairro de St Saviour, e acabou colidindo contra algumas rochas. A polícia ainda não sabe como o motorista perdeu o controle na pista, que é estreita e cheia de curvas.

Os convidados receberam a notícia do acidente ainda na festa do casamento. Alguns deles passaram mal e precisaram receber atendimento médico. Outros seguiram até o local onde a polícia localizou o carro com os corpos dos noivos.

"Eles dançaram muito na festa. Estavam felizes, eufóricos, radiantes”, disse um dos convidados.

Stuart trabalhava em uma empresa de telecomunicações e Georgina era secretária em um escritório de advocacia. Os dois namoravam durante três anos antes de se casar.

“Eles eram muito felizes juntos. Foram embora um ao lado do outro. Foi uma bela história de amor que acabou numa tragédia. Considero um conforto saber que morreram juntos", publicou Helen Moorat, mãe do noivo, em uma rede social.

Veja também:

Casal vende bombons em semáforos para juntar dinheiro para o casamento

Casal de idosos oficializa casamento depois de 65 anos juntos

Noivos antecipam casamento após mulher descobrir câncer em estágio avançado

Envie seu comentário

Comentários (0)