Curitiba

Bêbado bate o carro da empresa, admite embriaguez e aconselha motoristas

'É o Paraná progredindo', disse o motorista bêbado sobre o trabalho dos bombeiros e da PM; além de comemorar ter sobrevivido e pedir perdão pelo ocorrido, ele mandou um recado aos motoristas

Em entrevista à RICTV, o motorista bêbado elogiou o trabalho da PM e dos bombeiros (Foto: Paulo Fischer/RICTV)

Em entrevista à RICTV, o motorista bêbado elogiou o trabalho da PM e dos bombeiros (Foto: Paulo Fischer/RICTV)

Em entrevista à RICTV, o motorista bêbado elogiou o trabalho da PM e dos bombeiros (Foto: Paulo Fischer/RICTV)
O carro utilizado pelo motorista bêbado pertence à empresa na qual ele trabalha como corretor (Foto: Paulo Fischer/RICTV)
"Se beber, não diriga, pois um deslize pode ser fatal", afirmou o motorista bêbado (Foto: Paulo Fischer/RICTV)

*Com informações do repórter Marcelo Borges, da RICTV Curitiba

Um motorista embriagado bateu o carro da empresa onde trabalha em um poste, na avenida Victor Ferreira do Amaral, Bairro Tarumã, em Curitiba, na madrugada desta quinta-feira (4). Em entrevista à equipe de reportagem da RICTV| Record TV, ele pediu perdão, elogiou o trabalho dos bombeiros e deu conselhos a outros motoristas.

O corretor Felipe Bertazoni Arrais, 23 anos, e o irmão dele voltavam de uma festa, quando Felipe perdeu o controle do carro e atingiu uma estrutura metálica de um semáforo. O jovem tentou deixar o local, mas foi detido por uma equipe do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). O teste do bafômetro confirmou o que todos no local já sabiam: o motorista estava embriagado.

Felipe fez questão de conversar com a nossa equipe de reportagem. Na entrevista, o jovem admitiu ter bebido e elogiou o trabalho da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. "É o Paraná progredindo", disse o infrator. Além de comemorar ter sobrevivido ao acidente e pedir perdão pelo ocorrido, ele mandou um recado aos motoristas: "Se beber, não dirija, pois um deslize pode ser fatal", afirmou. 

Assista à reportagem completa:

Veja também

Maio Amarelo: Grupo RIC apoia campanha que alerta sobre acidentes de trânsito

Suspeito de assalto em Maringá alega que estava bêbado

Homem embriagado é humilhado durante assalto

Envie seu comentário

Comentários (0)

Idosa processa cartomante por não ter o marido de volta e perde indenização

A aposentada afirmou em depoimento que seu esposo retornou depois do trabalho da cartomante, mas que deixou de corresponder com as expectativas do relacionamento

Segundo depoimento, na primeira consulta com a cartomante, a leitura de baralho mostrou que o marido não voltaria. (Foto: Reprodução/Pixabay)

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou pedido de indenização por danos morais feito por uma aposentada de Ipatinga, no Vale do Aço, a uma cartomante que não teria cumprido um acordo de trazer o marido da idosa de volta para casa. Em depoimento à Justiça, a autora da ação chegou a afirmar que seu esposo retornou, mas que deixou de corresponder com as expectativas do relacionamento. A decisão é de segunda instância e foi anunciada na terça-feira (2).

A cartomante contratada, Iracema Saditi, conhecida como Iracema de Iemanjá, afirma que seu trabalho foi muito bem feito. "Tanto que em três dias a pessoa estava de volta", diz. O episódio ocorreu em 2010. A ação foi ajuizada em 2012, já depois do retorno do marido, ainda que fora do que a aposentada entendia como ideal.

Segundo o TJMG, a aposentada afirmou em depoimento que, na primeira consulta feita a Iracema de Iemanjá, a leitura de baralho mostrou que o marido não voltaria. A cartomante, então, ofereceu seus serviços para fazer com que o casal se reconciliasse. O acordo foi feito mas, não satisfeita com o resultado, a aposentada pediu indenização por danos morais, "em valor a ser definido pelo julgador, e compensação de R$ 6.300 pelos danos materiais, pois ela ficou endividada por ter feito empréstimos para pagar o trabalho", conforme consta no processo.

Também à Justiça, a cartomante alegou que não havia provas dos danos materiais e morais, pois o desejo da aposentada, a volta do marido para casa, fora, sim, realizado. Segundo ela, não havia "a possibilidade de anular o negócio, uma vez que a prestação do serviço foi cumprida". A aposentada, também em depoimento, confirmou que o marido "havia voltado para casa, mas não para a relação conjugal".

Na decisão, a argumentação do desembargador Pedro Bernardes, da 9a Câmara Cível do TJ, relator do recurso, confirmou decisão de primeira instância e afirmou que "a cartomante sempre foi procurada em sua casa, entre sete e dez vezes, não havendo prova de coação, ameaça ou outro vício de consentimento, e não ficou demonstrado que ela assumiu obrigação de resultado". Outros dois desembargadores da câmara, Luiz Arthur Hilário e Márcio Idalmo Santos Miranda votaram de acordo com o relator.

A reportagem não conseguiu contato com a aposentada.

Leia também

Chik Jeitoso é alvo de operação que investiga extorsão de R$ 5 milhões

Câmara de Curitiba instaurou vários processos contra feitiçaria no século 18

Envie seu comentário

Comentários (0)

Carreta tomba e motorista fica preso às ferragens na Rodovia do Xisto

O grave acidente na Rodovia do Xisto deixou a pista totalmente interditada; helicóptero foi acionado para socorrer a vítima

Motorista ficou prensado pelas pernas e precisou ser resgatado de helicóptero (Foto: Luciano Chinasso/Reprodução)

Motorista ficou prensado pelas pernas e precisou ser resgatado de helicóptero (Foto: Luciano Chinasso/Reprodução)

Motorista ficou prensado pelas pernas e precisou ser resgatado de helicóptero (Foto: Luciano Chinasso/Reprodução)
Cabine ficou completamente destruída e as pernas do motoristas ficaram prensadas (Foto: Luciano Chinasso/RICTV Curitiba)
Acidente na Rodovia do Xisto deixou motorista prensado nas ferragens (Foto: Tiago Silva/ RICTV)
Um motorista, que viajava para Minas Gerais, perdeu o controle de uma carreta, que tombou na Rodovia do Xisto (Foto: Tiago Silva/ RICTV)
Caminhão ficou com as rodas para cima e a cabine ficou totalmente destruída em acidente na Rodovia do Xisto (Foto: Tiago Silva/ RICTV)
Rodovia do Xisto foi totalmente interditada por causa do acidente (Foto: Tiago Silva/ RICTV)

*Com informações do repórter Tiago Silva, da RICTV Curitiba

Um motorista ficou preso às ferragens de uma carreta que tombou na Rodovia do Xisto, na alça de acesso para o Contorno Sul de Curitiba, na manhã desta quarta-feira (3). 

A Unidade Operacional Araucária da PRF recebeu uma ligação, por volta das 10h, informando sobre o tombamento de um camnhão na BR-476, nas imediações da empresa Bosch, sentido Santa Felicidade.

Socorristas do Siate foram enviados ao local e constataram que o condutor do caminhão, que viajava para Minas Gerais, ficou preso pelas pernas às ferragens. A carga de chapas de madeira ficou espalhada pela pista, que foi totalmente interditada.  

Os bombeiros precisaram de quase uma hora para resgatar o motorista, de 29 anos, da carreta. Um helicóptero levou a vítima ferida ao hospital.

Veja no vídeo como ficou o caminhão após o tombamento. è surpreendente que o motorista tenha sobrevivido:

Veja também

Rafael Longuine: pais de jogador do Santos morrem em acidente no PR; fotos

Acidente com explosão de veículos mata duas pessoas na região de Londrina

Envie seu comentário

Comentários (0)