Olá
Logout

Paranaense cria obras de arte com comida e materiais do cotidiano; confira

Autor: Redação RIC Mais
Com um estilete o estudante paranaense esculpiu um bebê dentro de um amendoim (Foto: Lenonn Bruno)

*Por Juca Guimarães, do R7

A admiração pelos The Beatles foi a inspiração dos pais na hora de escolher o nome do filho e homenagear John Lennon. No entanto, o funcionário do cartório não era tão fã do quarteto de Liverpool e o menino acabou sendo registrado como Lenonn Bruno (com o duplo "N" no lugar errado).

Dois anos depois, não foi a música que chamou a atenção da criança, mas sim o desenho. "Com essa idade eu já me destacava em relação as crianças mais velhas. Fazia meus desenhos com riquezas de detalhes e coerente com o real", contou o artista plástico Lenonn Bruno, de 25 anos, que mora na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná.

Quando tinha oito anos, Lenonn já era considerado prodígio e recebeu apoio dos professores para continuar pintando e criando. "Acredito que o meu desenvolvimento criativo foi devido a necessidade, a falta de materiais. Como a paixão pela arte sempre foi ardente, na falta, fez-me buscar materiais alternativos e acessíveis, tais como: carvão para churrasco, tijolo moído, terra, caldos de alimentos", contou.

De fato, para a mente criativa e irriquieta de Lenonn qualquer objeto, por mais simples que seja, pode ganhar vida e se transformar em uma obra de arte. Diversos tipos de alimentos estão entre as matérias-primas preferidas de Lenonn. Geralmente, a concepção artistística tem algo a ver com o material usado. É o caso do nariz (de batata), do dente (de alho) e do busto de Charles Darwin, criador da teoria evolucionistas (numa banana).

Lenonn conta que com 12 anos ganhou uma bolsa de estudos, com todas as despesas pagas incluindo o transporte, numa escola de arte. Em apenas três aulas se tornou auxiliar do professor. 

"Aos 13 anos me apaixonei pela escultura, treinei por muito tempo em argila com meu conhecimento empírico. Com 16 anos aprendi algumas técnicas de esculturas e dei início aos estudos de anatomia e observação com ajuda de pesquisas na Internet", relata o jovem.

Atualmente, Lenonn estuda na Escolas de Belas Artes do Paraná, onde faz o curso de escultura. "Minhas influências são clássicas: na admiração pela natureza e funcionamento das coisas é o Leonardo da Vinci. Na escultura, são Bernini, Corradini e Michelangelo", disse.

As obras bem humoradas de Lenonn, como a mão feita num mamão, viralizaram na internet e se espalharam pelo mundo. Agora, ele avalia uma maneira que fazer uma exposição com o seu trabalho. "Por se tratar de obras efêmeras a questão de expor fica um pouco mais delicada, mas tenho projetos de exposições que mantém o uso de materiais não convencionais, fundindo crítica com humor", conta.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 0,0

Política de
comentários

comentários

Leia também:

'Apocalipse'

Na tela da RICTV | Record TV

Neste sábado (7)

Carregando