Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Por Jorge Jubrail

Não esperemos do Papai Noel o presente que nós mesmos poderemos nos dar

"Aproveitemos as festivas de final de ano, momento que estamos mais sensíveis e emotivos, para refletirmos e planejarmos os objetivos que desejamos atingir no próximo ano, sempre praticando a solidariedade e a fraternidade. Vamos quebrar os paradigmas que nos aprisionam às rotinas".

Autor: Jorge Jubrail
Banco de Imagens Pixabay.png
Banco de Imagens Pixabay.png

Geralmente, na época das festas de final de ano, nos tornamos mais introspectivos, emotivos, solidários e fraternos, influenciados pelo espírito natalino e pelo novo ciclo que se aproxima, renovamos os votos e traçamos planos para os próximos 365 dias. Daí, na maioria das vezes, o ano começa e diante da primeira adversidade o entusiasmo inicial termina, no levando de volta aos velhos paradigmas e às velhas práticas.

O que podemos fazer para que não percamos o foco na execução dos planos traçados? Não há uma única receita, mas, talvez, um bom caminho seja nos mantermos conectados com os propósitos e nos mantermos emotivos, solidários e fraternos e ainda que executando as mesmas rotinas, tentarmos dar o primeiro passo rumo às mudanças. Cada um sabe como começar a realizar seus sonhos, basta querer. Não depende de outrem, apenas de nós mesmos, o importante é dar o primeiro passo, planejando o próximo e o próximo e mais o próximo...

Tudo precisa ser planejado, pois o caminhante entusiasmado a passos largos ao esmo, não chegará onde o caminhante a passos moderados e com direção conseguirá ir. Enfim, sempre pratiquemos o que chamo de  3 “D's”: Direção, Determinação e Disciplina, esta última, a mais difícil de praticar, pois envolve resiliência,  perseverança e repetição.

Que todos tenhamos um excelente final de semana e um feliz Natal no seio dos familiares e amigos queridos. Que o Pai Amantíssimo a todos ilumine e guarde!

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook