Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Por Jorge Jubrail

Reconcilia-te primeiro, depois com o Universo e abra as portas do coração

"Reconciliarmos conosco mesmos, depois com as pessoas e o Universo é aceitar a vida como realmente é. Precisamos abrir nossos corações para emanarmos e recebermos o amor fraterno e espargirmos a luz de nossas centelhas divinas. Harmonia é viver em equilíbrio, entre pares e contrários, de forma pacífica, praticando a caridade e a fraternidade, que são a única salvação da humanidade."

Autor: Jorge Jubrail
Banco de Imagens Pixabay.jpg
Banco de Imagens Pixabay.jpg

Primeiro, reconcilia-te, depois com as outras pessoas e, por fim, com o Universo. Quando nos reconciliarmos com tudo e todos, estaremos aceitando a vida e o Universo como realmente são e não como gostaríamos que fossem.

Lembremos que a complacência e a conivência não são formas de amar fraternalmente, apenas de agravar uma situação que  incomoda. Muitas vezes, pensamos estar nos protegendo ou a alguém, quando na verdade, estamos criando apenas uma bolha, isolando algo que poderá vir à tona a qualquer momento, nos prejudicando ou a outrem.

Viver em harmonia é encontrar o equilíbrio entre o que outros desejam e o que nós desejamos, é respeitar e ser respeitado, é divergir na opinião, mas, aceitar viver entre pares e contrários.  Quando vivemos em harmonia, deixamos de nos preocupar ou ansiar com coisas irrelevantes para o nosso dia-a-dia.

Abrindo nosso coração, portas se abrirão e o que desejamos conquistar, virá até nós, atraído pelo magnetismo e pela força do amor. Fechando nosso coração, fechamos as portas para as dádivas do Universo e nos afastamos cada vez mais de nossos objetivos e passamos a viver sob constante agonia e ansiedade.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook