Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Por Jorge Jubrail

A fluência no silêncio permite conversarmos melhor com nossa consciência

"Antes de conversarmos com nossa consciência, precisaremos silenciar a mente, nos desligarmos das ansiedade e preocupações. Após dialogarmos com nossa consciência, teremos condições de agirmos de forma mais justa e perfeita."

Autor: Jorge Jubrail
Banco de Imagens Pixabay.jpg
Banco de Imagens Pixabay.jpg

Para resolver os problemas criados por nós mesmos, por meio de nossos pensamentos ou ações equivocadas do passado, precisaremos antes de mais nada, nos tornarmos fluentes no silêncio. Silenciando a mente, conseguiremos concatenar melhor as ideias, para refletirmos e elevarmos o nível do pensamento e resolvermos as situações adversas.

Quando conseguirmos solucionar os problemas, estaremos em outro nível, acima do que nos encontrávamos quando os criamos. Não estamos na Terra para criar problemas, mas, para fazer progressos. Os problemas decorrem da nossa incapacidade de discernir entre seguir o caminho do justo e perfeito ou o caminho de prantos e rangeres de dentes.

Cada individuo reage de maneira diferente diante dos problemas e das situações adversidades. Alguns se preocupam demasiadamente, outros procrastinam a solução, outros ainda, fogem para não enfrentarem o que lhes parece ser um monstro chamado problema, que na verdade não é. Não deixaremos de viver porque deixamos alguma pendência para trás, apenas perdemos a oportunidade de fazer progresso resolvendo-a. Cedo ou tarde, nos depararemos com o problema novamente, não tem como fugir ou procrastinar por muito tempo.

Feliz do ser que consegue se enxergar como um espelho do Universo, que pode refletir o que capta dele, se coisas boas, refletirá o bem, se coisas ruins, refletirá o mal. A escolha é nossa, de como queremos enxergar as coisas, do ponto de vista positivo ou de forma negativista. O otimismo e o pessimismo no fundo não existem, é apenas o estado da nossa consciência reagindo  conforme nosso nível vibracional, nossa paz interior, o equilbrio e a sabedoria.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 3,4

  • Comentário via facebook
Leia também:

Por Jorge Jubrail

Por Jorge Jubrail

Por Jorge Jubrail