Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

Por Jorge Jubrail

Permanecermos atracados no cais ou zarparmos para explorar a vida?

"Todos temos a opção de permanecermos seguros na zona de conforto ou navegarmos pelos mares vida e nos transformarmos. Estamos na Terra em caráter de provação e expiação, cedo ou tarde, precisaremos navegar e enfrentar as tempestades, para reencontrarmos a Luz que vem depois."

Autor: Jorge Jubrail
Banco de Imagens Pixabay.jpg
Banco de Imagens Pixabay.jpg

Não desperdicemos nosso precioso tempo querendo entender tudo sobre a vida, apenas vivamos cada momento de forma intensa, aproveitando as oportunidades de aprendizado e de transformação. Não desperdicemos nosso tempo com a autocobrança, apenas nos aceitemos como somos e desfrutemos do milagre da vida como ela é.

Pior que analisar nossas vidas, é tentar analisar e dar um veredito à vida alheia. Ninguém sabe a fundo o que passam as pessoas; portanto, não podemos julgá-las, menosprezá-las ou odiá-las por suas atitudes. Cada um de nós tem uma cruz, nem mais pesada, nem mais leve do que podemos carregar, apenas precisaremos atravessar a vida carregando-a com compaixão, solidariedade e respeito ao próximo que também carrega sua cruz.

A todos é dado o direito de transformar-se, desde que tiremos o barco da zona de conforto para navegarmos pelos mares da vida. Temos o controle da nossa vida sempre, mesmo quando estivermos no meio da tempestade, diante das adversidades que parecem nos vencer, será possível mudar o curso, para que mais adiante, naveguemos por mares calmos.

Lembremos que, para sairmos do nosso porto seguro, precisaremos ter coragem e atitude para deixarmos a proteção da zona de conforto, que nos protege sim, mas, não nos transforma. Estamos aqui na Terra de passagem em caráter de provação e expiação, não há outra maneira de evoluirmos mentalmente e espiritualmente, senão, enfrentando as tempestades que precisaremos enfrentar; cedo ou tarde elas passarão e veremos novamente a Luz, se seguirmos no caminho da justiça e retidão.

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 5,0

  • Comentário via facebook
Leia também:

Por Jorge Jubrail

Por Jorge Jubrail

Por Jorge Jubrail