Olá {{nome}}
Logout
Ao vivo:
Próximo

POR GUILHERME OSINSKI

'Declínio' traz novos problemas para Lilly Caul em The Walking Dead

A saga literária de The Walking Dead continua em Declínio

Autor: Guilherme Osinski
capa de Declínio (Foto - Ana Bubola).png
capa de Declínio (Foto - Ana Bubola).png

A saga literária de The Walking Dead continua em Declínio – Jay Bonansinga, Galera Record, 2015- o quinto livro da série e o primeiro a ser escrito apenas por Jay Bonansinga, que durante os quatro primeiros trabalhou ainda em conjunto com Robert Kirkman.

Agora, após o fim do reinado do Governador, Lilly Caul assume de vez o controle da cidade de Woodbury, tentando fazer com que os dias pareçam os mais triviais possíveis. Porém, estamos em um apocalipse zumbi, e tranqüilidade é uma palavra que não existe mais. Principalmente após a comunidade de Woodbury acolher um misterioso reverendo e seu grupo.

Bonansinga, brilhantemente, introduz um novo vilão na saga. O reverendo Jeremiah Garlitz surge primeiramente como um bom samaritano e rapidamente se torna querido por todas as pessoas em Woodbury. 


Como conheci The Walking Dead pela televisão, não conseguia saber quais eram as motivações e intenções de Jeremiah, já que ele não está presente nas telas. Muito diferente do que se passou com o Governador, que já é um personagem conhecido tanto na TV como nos quadrinhos.

A tensão continua explícita nesse livro, já que temos uma pessoa que desconfia abertamente do reverendo. Bob Stookey, ex-médico militar e braço direito de Lilly Caul, tem certeza que Jeremiah esconde alguma coisa. Para desmascarar o recém chegado na cidade, ele fica recluso, praticamente um fantasma, tentando juntar as peças. Por outro lado, Lilly dá liberdade à Jeremiah, inclusive dividindo a função de líder da cidade com ele.

Jeremiah Garlitz é um vilão muito interessante, até por ser muito diferente do que me acostumei a ver no universo de The Walking Dead. Ele é cauteloso, meticuloso, alguém que tenta usar a vantagem de ser um homem religioso para alcançar seus objetivos diabólicos. E em Declínio, seu plano realmente é algo impressionante, mas que é revelado apenas no fim do livro. 

Mais uma vez, Jay Bonansinga dividiu a história em dois livros, assim como na Queda do Governador. Declínio continua sua trajetória no volume seguinte, Invasão, que dá continuidade à trama entre Lilly Caul, Jeremiah Garlitz e Bob Stookey, entre outros personagens. 

Para mim, essa é uma decisão acertada, pois assim os livros não ficam extremamente longos e cansativos. Ponto para Bonansinga, que em seu primeiro trabalho solo em The Walking Dead conseguiu dar novos rumos para o apocalipse zumbi. 

Semana que vem, continuo com a sequência da série, Invasão, o sexto livro da saga literária de The Walking Dead. 

O que achou desta matéria

  1. Péssima
  2. Ruim
  3. Regular
  4. Boa
  5. Excelente

Média dos leitores 4,7

  • Comentário via facebook
Leia também:

Comunidade

Por Jorge Jubrail

Por Jorge Jubrail