Curitiba

Chuva intensa e ventos fortes provocam destruição no Oeste do Paraná

O temporal também atingiu o lado paraguaio da fronteira; assista aos vídeos enviados pelos telespectadores da RICTV

O forte temporal atingiu diversos pontos da cidade (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Uma forte chuva atingiu a região Oeste do Paraná, neste sábado (13). Acompanhado de uma intensa ventania, o temporal derrubou árvores, provocou alagamentos e deixou rastros de destruição em Foz do Iguaçu e municípios vizinhos. Nos vídeos enviados para a equipe da RICTV, é possível ver os estragos.

Algumas ruas chegaram a ficar bloqueadas devido à queda de galhos.

Fespop 2017

Por medidas de segurança, a prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu, responsável pela Fespop, transferiu o show da dupla Guilherme e Santiago, que seria realizado na noite de ontem, para este domingo (14), junto com a apresentação de Matheus e Kauan. Em nota oficial, a organização do evento afirma que a estrutura da Fespop se manteve em plenas condições para receber os visitantes neste domingo. 

Paraguai

O mau tempo também atingiu o país vizinho e causou destelhamentos. O aeroporto de Assunção ficou danificado.  

Confira como a região ficou depois do temporal:

Veja também
Prefeituras ainda aguardam recursos para reconstruírem pontes destruídas por temporal em 2016

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Chuvas causam destruição no Paraná; frente fria avança para o norte

A tempestade provocou queda de árvores e destelhamento de imóveis no interior e na capital

Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)

Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)

Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
Em Saudade do Iguaçu, pelo menos, dois aviários e três casas foram destruídos pelo temporal. (Foto: Mauro Cesar Cenci/ Prefeito Saudade do Iguaçu)
As fortes rajadas de vento arrancaram coberturas de depósitos e comércios em Reserva do Iguaçu. (Foto: Reprodução/ WhatsAPP Mangueirinha Online)
As fortes rajadas de vento arrancaram coberturas de depósitos e comércios em Reserva do Iguaçu. (Foto: Reprodução/ WhatsAPP Mangueirinha Online)
As fortes rajadas de vento arrancaram coberturas de depósitos e comércios em Reserva do Iguaçu. (Foto: Reprodução/ WhatsAPP Mangueirinha Online)
As fortes rajadas de vento arrancaram coberturas de depósitos e comércios em Reserva do Iguaçu. (Foto: Reprodução/ WhatsAPP Mangueirinha Online)

As chuvas e os vendavais que atingiram o Paraná na madrugada desta quarta-feira (26), provocaram prejuízo no interior e na capital. Entre os principais estragos registrados, estão a queda de árvores e o destelhamento de imóveis.

Ainda durante a noite de terça-feira (26), várias árvores caíram ao longo da BR-163 e da PR-481, em Santo Antonio do Sudoeste. Mas todas foram retiradas pela Defesa Civil durante a madrugada. As fortes rajadas de vento arrancaram coberturas de depósitos e comércios em Reserva do Iguaçu, no oeste do Estado. O monitoramento do Instituto Meteorológico Simepar indica que esta região do estado registrou uma das maiores precipitações, com 75 mm de chuva em Cascavel e 50 mm em Foz do Iguaçu. O vento também foi forte, entre 70 e 80 Km/hora.

Em Saudade do Iguaçu, também no oeste, pelo menos dois aviários e três casas foram destruídos pelo vento, na Linha Baggio, no interior do município. Segundo o prefeito Mauro Cesar Cenci, ninguém ficou ferido.

Em Curitiba, o vento chegou a 81 Km/hora, perto das 6h, e o volume de chuva foi de 15 mm. Por causa do temporal, provocou a queda de pelo menos sete árvores no Batel, Santa Felicidade e Tatuquara. Um poste caiu na esquina entre as ruas Itupava e José de Alencar, no Alto da XV, e pelo menos três casas ficaram destelhadas, segundo informações da Defesa Civil de Curitiba.

Em Cascavel, as chuvas da madrugada provocaram falta de energia e interrompem abastecimento no distrito de Juvinópolis. Segundo a Sanepar, não há previsão para o retorno da energia e nem para a normalização do abastecimento.

Frente fria

A tempestade, que trouxe chuvas e fortes rajadas de vento na maioria das regiões paranaenses, está relacionada com o deslocamento de uma frente fria que avança sobre o Estado, segundo o Simepar.

Durante as próximas horas desta quarta-feira, a faixa norte do Paraná será atingida por chuvas mais significativas e rajadas de vento fortes. Do centro para o leste (litoral), o tempo segue instável, porém as chuvas perdem força ainda no período da tarde. No oeste e no sudoeste, os ventos predominam do quadrante sudoeste, e com isso, transportam ar seco e ligeiramente frio.

Na quinta-feira (27), uma massa de ar frio provoca rápida queda da temperatura na metade sul do Estado. A diferença da temperatura entre a madrugada de quarta e a madrugada de quinta na região sul do Paraná deve ser de aproximadamente 10 ºC. O frio deve permanecer sobre o Paraná até o fim de semana.

Veja também

Motoristas e cobradores confirmam greve para sexta-feira (28)

Prefeitura de Curitiba esclarece boatos sobre fechamento de UPAs

Envie seu comentário

Comentários (0)

Previsão do tempo no Paraná: próximo feriado vai ser de baixas temperaturas

A previsão do tempo para o feriado no Paraná é de chuva com madrugadas e manhãs geladas

Previsão do tempo no Paraná: termômetros começam a registrar quedas mais bruscas de temperatura a partir de quinta-feira (Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)

O próximo fim de semana reserva mais um feriado e, quem vai poder desfrutar de mais um dia de descanso quer saber qual a previsão do tempo no Paraná. Infelizmente as notícias não são muito animadoras, a não ser para quem gosta de curtir um bom filme com chocolate quente e cobertor.

O posicionamento de uma frente fria no oceano, na altura da região Sul do Brasil, deve derrubar as temperaturas no estado a partir da próxima quinta-feira (27). Já nesta segunda-feira foi possível perceber o clima mais frio ao amanhecer, principalmente na região do litoral, e no leste do estado, onde está localizada a capital Curitiba e sua região metropolitana.

De acordo com o Instituto Meteorológico Simepar, a previsão do tempo no Paraná durante o próximo fim de semana é de manhãs ainda mais geladas, com termômetros marcando entre 4°C e 7°C em várias cidades das regiões sul e sudoeste. Em Guarapuava, na região centro-sul, a temperatura mínima na quinta-feira deve ser de 4°C. Já em Curitiba, a mínima está prevista para sexta-feira (28), quando o dia deve amanhecer com 5°C de temperatura.

Confira previsão do tempo para a sua cidade

A chuva, prevista para atingir todas as regiões do Paraná a partir de quarta-feira (26), vai favorecer a chegada do frio. Nas cidades da região oeste os termômetros também devem apresentar queda de temperaturas. Foz do Iguaçu e Cascavel têm previsão de 8°C de mínima na sexta-feira.

Geada no Paraná

Apesar de já haver previsão de geada nas regiões serranas do Sul do País, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) diz que ainda não há tendência de formação de geadas no Paraná. No entanto, o Simepar alerta que a dinâmica atmosférica pode mudar essa previsão nos próximos dias, já que a previsão de geadas se torna mais concreta cerca de 48 horas antes da ocorrência do fenômeno.

Envie seu comentário

Comentários (0)